Radar Sanitário | Hora de rever os cochos; veja fotos

CONFIRA o que está no 'Radar Sanitário' em junho; coluna do médico veterinário e professor Enrico Ortolani trata das rotinas no manejo dos rebanhos de corte

Continue depois da publicidade

Por Enrico Ortolani – Professor titular de Clínica de Ruminantes da FMVZ-USP (ortolani@usp.br)

Essa coluna consta de duas partes: A) Manejo Sanitário para o mês; B) Registro recente de doenças transmissíveis ou não, sugerindo medidas para suas prevenções. Tais registros são obtidos com o apoio das Agências Estaduais de Defesa Sanitária Animal, de Professores Universitários, do MAPA, da EMBRAPA, e da rede de contato de veterinários de campo, assim como minhas observações


HORA DE REVER OS COCHOS

A partir de agora o período de chuvas diminui para valer no Brasil Central, voltando a chover do final do mês de setembro em frente. O excesso de chuva danifica certos tipos de cocho, em especial os de madeira e os de tronco inteiriço, com destaque os não cobertos.

Assim, em junho seria um bom mês para repararmos os danos ou mesmo substituir, redimensionar e incrementar os cochos de suplemento mineral.

Caso o sal mineral ou sal proteinado seja colocado diariamente, não há necessidade de se cobrir o cocho. Porém, num estudo verifiquei que o sal mineral colocado em excesso em cocho descoberto provoca empedramento do sal, o que leva a uma redução de 50% de seu consumo e um menor ganho de peso. Além de cobertura superior recomenda-se fechamento lateral para evitar chuvas de vento.

Outro problema comum, em nosso meio, são cochos pequenos para o lote. O ideal é oferecer 6 cm lineares/boi em cochos com acesso pelos dois lados. A falta de espaço no cocho diminui muito o consumo, principalmente em gado Nelore, que segue uma hierarquia de preferência de chegada no cocho, fazendo com os líderes e sublíderes ingiram quantidades adequadas de sal e os de menor ranque social ingiram menos ou simplesmente não ingiram sal mineral.

O redimensionamento dos cochos e a subdivisão deste em cochos menores e colocados de forma separado evita esse problema de hierarquia. Coloque isso em prática!

Cocho de madeira umidificado e já danificado.
Cocho danificado.
Caso típico de cocho pequeno.
Cocho ideal com cobertura superior e lateral.

QUEDA NO PREÇO DA @ DIMINUI A OFERTA DE SAL MINERAL PARA A BOIADA NO AC

Segundo apuramos com um reconhecido veterinário do Acre, a recente e constante queda do preço pago pela arroba fez com que muitos pecuaristas substituíssem o sal mineral de boa qualidade pelo “sal batizado”, com uma parte de sal balanceado para até cinco de sal branco, e que aumentasse as vendas da chamada “barriquinha de suplementos” em que se chega a recomendar a adição de 1 kg do produto, vendido como “sal completo” para 25 a 60 kg de sal comum. Uma afronta!

O técnico também comentou que alguns poucos criadores simplesmente deixaram de ofertar até sal comum. O colega atendeu uma boiada original que foi vendida, há cinco meses, para dois comparadores distintos, um deles que ofertava suplemento mineral de boa quantidade e a vontade, e outro que oferecia uma mistura de 1kg de sal da “barriquinha” para 40 kg de sal branco. Os dois lotes estavam em pasto verde nesse período.

O gado com o sal balanceado ganhou em torno de 500g diárias, enquanto que o de “barriquinha” só 300 g diárias. Os animais do último grupo, caso não fossem suplementados, seriam fortes candidatos a terem carência de fósforo a longo prazo, que entre outras consequências pode reduzir o consumo de alimento em até 40%.

Esses produtos da chamada “barriquinha” geralmente não contêm fósforo, cálcio, enxofre e magnésio, apenas alguns microelementos (cobre, cobalto, iodo, selênio, zinco etc.), os quais muito misturados com o sal ofertam quantidades insuficientes destes microelementos para o gado.

Os técnicos que inspecionam produtos do MAPA deveriam rever e cassar o registro desses produtos, que na minha opinião são uma verdadeira enganação, pois são baratos, aparentemente vantajosos, mas ineficientes.

Garrotes e novilhas a campo devem receber por todo ano um bom suplemento mineral com no mínimo 40 a 60 g de fósforo por kg de suplemento. Mesmo em tempo de “vacas magras” procure manter o básico para seu rebanho, para que o desempenho deste não seja ruim, o que te levará a lamentos no futuro.

VERMIFUGAÇÃO ESTRATÉGICA PARA O RS E SC

Segundo recomendações da Embrapa, chegou a hora de vermifugar estrategicamente todos os bovinos desmamados até os dois anos de idade, criados em todo o Rio Grande do Sul e no planalto catarinense. As regiões não-serranas de Santa Catarina têm um clima mais semelhante as do Brasil Central e realizam tal vermifugação em outros meses.

Os parasitologistas da Embrapa indicam nessa etapa o emprego de anti-helmínticos a base de levamisole. A vermifugação estratégica além de reduzir a quantidade de vermes diminuí também a contaminação das pastagens com as larvas de parasitas, evitando no período que se segue novas infestações gastrointestinais e pulmonares ocorram.

Mande sua notícia da presença de focos ou surtos recentes dos mais variados tipos de doenças em gado de corte para o seguinte email: ortolani@usp.br

VEJA TAMBÉM
Enterotoxemia em bovinos confinados em SP e na Bolívia

Confinamento de “seca”: prevenção da pneumonia
Morte por raiva de pecuarista em Minas Gerais
Não vacine bezerras ao mesmo tempo contra brucelose e clostridioses
Surto de pneumonia em desmamados confinados no RS
Intoxicação por monensina em confinamento paulista

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

DBO, há mais de 40 anos acompanhando e contribuindo para uma pecuária cada vez mais moderna e eficiente.

Gostou? Compartilhe:
Mais conteúdo

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Raças

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Revista DBO

Destaques

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Cooperativas ‘abrem alas’ para o boi

Gigantes da agricultura e da produção leiteira começam a ver o gado de corte como importante parceiro de suas atividades-mãe e lançam programas específicos para pecuaristas.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.


Faça já sua assinatura digital da DBO


Leia todo o conteúdo da DBO a partir de R$16,90 por mês.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Você precisa adquirir uma de nossas assinaturas.

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Vídeo

Os destaques no vídeo da Edição:

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Destaques do Dia

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Programas

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: