Projeto do Mapa quer ampliar acesso a produtos sustentáveis da Amazônia

Objetivo é aproximar consumidores do mercado sustentável: açaí, castanha do Brasil, óleos vegetais e insumos para cosméticos

Continue depois da publicidade

Fomentar as cadeias produtivas sustentáveis na Amazônia, aliviar a pressão sobre a floresta e gerar renda para as populações locais. Este é o projeto “Mercados Verdes e Consumo Sustentável”  da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com participação da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável (GIZ).


A ideia é mesmo proteger as florestas, impedir a perda da biodiversidade e o aumento na emissão dos gases de efeito estufa. Tão importante quanto impedir a redução dos espaços vitais para povos e comunidades tradicionais. E finalmente, enquanto cria riqueza e aumenta a renda da população local, não permite prejuízos ao o ambiente.

São quatro os estados participantes: Acre, Amazonas, Pará e Amapá. E os produtos têm origem em organizações econômicas da agricultura familiar e dos povos e comunidades tradicionais na Amazônia, todos com práticas sustentáveis de produção. Com isso, a intenção é melhorar as políticas públicas para promover a comercialização desses produtos, ampliar o acesso aos mercados privados tanto dentro do país quanto no mercado e internacional. O açaí da Amazônia, por exemplo, já é exportado para a União Europeia, na forma de polpa de fruta, o que exige trabalho de processamento.

Nos quatro estados foram criadas câmaras de comercialização, e todos os envolvidos no projeto desenvolvem soluções para promover as cadeias produtivas. Elemento importante é apoiar a gestão nas cooperativas. Para isso, profissionais de serviços de assistência técnica e extensão rural já são treinados em métodos e instrumentos apropriados.

Os canais de comercialização

Ao mesmo tempo, acontecem campanhas para fortalecer a ideia de consumo consciente dos produtos da Amazônia. Prova disso é que já foram mapeadas na região 341 cooperativas e associações de pequenos agricultores e 121 empresas que são potenciais compradoras de produtos da Amazônia.

Os dados ajudam a Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Mapa a aproximar oferta e demanda, gerando aumento de renda aos agricultores. No ano passado, na maior feira de produtos orgânicos do mundo, a Biofach 2018, em Nürnberg, participaram nove cooperativas brasileiras, que realizaram mais de 200 contratos comerciais. Volume de negócios fechados e prospectados superior a R$ 7,7 milhões.

Também foram criadas câmaras estaduais de comercialização, para articulação de oferta e demanda de produtos da agricultura familiar, com prioridade em produtos da sociobiodiversidade e da agroecologia. Ali são discutidas a promoção comercial, que pode ser melhorada por meio de adaptação do marco regulatório e institucional, assim como por ações concretas. As três já instituídas são a Comissão de Alimentos Tradicionais dos Povos do Amazonas, em Manaus; a Câmara Estadual de Comercialização da Produção Familiar, em Rio Branco, no Acre; e o Colegiado de Comércio e Consumo Sustentável do Tapajós, em Santarém, no Pará.

Portal DBO com informações do Mapa

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

clima tempo

São Paulo - SP

max

Máx.

--

min

Min.

--

017-rain

--

Chuva

008-windy

--

Vento

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Leilões em destaque

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Pular para o conteúdo