logo_portal_2023

A vez da conectividade

Natália Martins encontrou sua vocação no departamento financeiro da Fazenda Camparino, onde utiliza o Instagram para estreitar relações com os clientes e criou o quadro “Zezão responde”, onde seu avô, José Humberto Villela Martins, responde perguntas dos seguidores, mostrando a interação entre duas gerações de produtores.
Natália Martins com o avô, José Humberto Villela Martins, da Fazenda Camparino: gerações conectadas.

Por Renato Villela

Sentada na varanda da casa da fazenda, a jovem Natália Martins (25 anos) segura o celular na palma das mãos, enquanto lê uma mensagem em voz alta. Ao seu lado, está seu avô, José Humberto Villela Martins (80 anos), reconhecido pelo trabalho de seleção nas raças Nelore e Sindi, na Fazenda Camparino. Com chapéu de couro e os inseparáveis suspensórios, ele põe uma das mãos no queixo, enquanto a outra segurando um cigarro, e ouve atentamente a neta. Essa cena mostra a interação entre avô e neta (como se pode ver na foto). Ali, sentadas na varanda, estão duas gerações de produtores. A de Martins, pioneira, enfrentou todo tipo de adversidade para abrir picadas e montar fazendas. A de Natália enfrenta o desafio de trilhar seu próprio caminho, imprimir sua marca pessoal, fazer a pecuária a seu modo.    


Formada há quatro anos em Direito, Natália não se identificou com a profissão. Durante a pandemia, ficou praticamente um ano morando na fazenda com seu pai e avô. Descobriu que era onde deseja estar, mas a decisão veio acompanhada de uma inquietude. “Não queria trabalhar na fazenda porque é da minha família. Queria trabalhar em algo que fizesse a diferença”, confessa. Por sugestão do avô, Natália começou no departamento financeiro da Camparino, mas logo descobriu sua vocação em outro lugar. “Gosto de conversar com os clientes, entender qual a demanda, como podemos atendê-los, fazer o pós-venda. Tento trazer uma visão mais empresarial para o negócio”, conta a jovem. Representante de uma geração conectada, sabe que, nos dias de hoje, o relacionamento ou networking não se faz apenas presencialmente, mas também por meio das redes sociais.   

Natália é responsável pelo Instagram da fazenda, onde troca experiências e estreita relações. “Tento explorar ao máximo essa ferramenta”, conta. Engana-se, no entanto, quem pensa que está sozinha na empreitada. O avô é a estrela dos posts. A cena narrada na abertura deste perfil faz parte de um vídeo postado no Instagram, no quadro “Zezão responde”, que a neta criou para que “Zezão” (apelido pelo qual o selecionador é conhecido), pudesse responder as perguntas endereçadas a ele. Será que o Sr. Humberto está gostando da novidade? A neta responde de bate pronto: “Com certeza. Também está conectado. Vive me perguntando como estão os nossos seguidores”.  

TRAJETÓRIAS DE SUCESSO

Um representante dos Pampas

Joaquim Mello, um gaúcho pioneiro de 76 anos, superou desafios transformando a pecuária gaúcha ao implementar melhorias genéticas, nutrição e integração lavoura-pecuária

Leia mais »

Desbravando fronteiras

Valdemar Antoniolli, um pioneiro na região de Sinop, superou desafios como a falta de opções forrageiras e a seca para transformar sua fazenda em um negócio rentável de pecuária

Leia mais »

Legado de produtividade

O produtor Bruno Aurélio Ferreira Jacintho, sucessor do renomado pecuarista Chichico, acompanhou de perto a evolução da pecuária, implementando modernizações como o confinamento de bois com melhores resultados de ganho de peso e a divisão dos piquetes para aumentar a lotação da fazenda

Leia mais »

Ousadia com tecnologia

Guilherme Pontieri, da Fazenda AgroPontieri, exemplifica a jornada transformadora de modernização da pecuária por meio de investimento, paciência e abordagens personalizadas, alcançando resultados notáveis e se tornando líder na indústria.

Leia mais »

A vez da conectividade

Natália Martins encontrou sua vocação no departamento financeiro da Fazenda Camparino, onde utiliza o Instagram para estreitar relações com os clientes e criou o quadro “Zezão responde”, onde seu avô, José Humberto Villela Martins, responde perguntas dos seguidores, mostrando a interação entre duas gerações de produtores.

Leia mais »

Geração Sustentabilidade

A nova geração de produtores busca aumentar a produtividade enquanto preserva os recursos naturais, reconhecendo que a sustentabilidade é fundamental para o futuro da pecuária

Leia mais »

Conteúdo disponível também na Revista DBO

Siga a DBO:

A DBO Editores Associados, fundada em 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. Sua atuação no digital abrange as mídias sociais, canal do Youtube e o Portal DBO, plataforma rica em conteúdo especializado em texto, áudio e vídeo para a pecuária, como reportagens, entrevistas, artigos técnicos, cotações, análises de mercado e cobertura dos leilões em todo o País.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: