Conteúdo Original | Revista DBO

Histórias da boa carne: welcome to Little Texas!

Eduardo Krisztán Pedroso, sócio do Toro Negro Steakhouse, fala sobre o American BBQ e seu importante papel na cadeia produtiva da carne: agregar valor ao dianteiro bovino

Eduardo Krisztán Pedroso. Foto: Tales Osório/Highway Produções

Por Eduardo Krisztán Pedroso – Zootecnista, especialista em Gestão da Qualidade e Segurança dos Alimentos, diretor executivo de originação do Frigorífico Friboi e sócio do Toro Negro Steakhouse, de Bragança Paulista (SP).

Sempre sonhei em ter um restaurante, pois, além de adorar servir as pessoas, minha paixão é fazer churrasco em suas diversas modalidades. Um dos estilos que aprendi a apreciar e respeitar é o American Barbecue (BBQ). Tanto que adquiri um defumador (pit smoker) para uso doméstico, fiz cursos e visitei várias smoke houses no Sul dos Estados Unidos para dominar a técnica.

Além de seu valor cultural, o American BBQ cumpre um papel importante na cadeia produtiva da pecuária: agrega valor ao dianteiro bovino, ainda pouco presente na grelha do churrasco brasileiro. Trabalhando apenas com cortes do traseiro, aproveita-se cerca de 10% da carcaça, mas, preparando hambúrgueres e assados de cortes do dianteiro, podemos elevar esse aproveitamento a 62%, diluindo custos e tornando o produto mais acessível, mais democrático.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Faça já sua assinatura digital da DBO

Leia todo o conteúdo da DBO a partir de R$16,90 por mês.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Já tem uma assinatura DBO?
Entre na sua conta e acesse a Revista Digital:

Continue depois da publicidade
Compartilhe:

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: