Conteúdo Original | Revista DBO

Anuário DBO | Mercado pecuário mundial: nova configuração na exportação e importação de carne

Austrália exporta mais para os EUA e passa para a segunda posição

Por Denis Cardoso

O mercado global de carne bovina continua dividido em dois cenários distintos: preços elevados e contração da produção de carne bovina em importantes países do Hemisfério Norte e, no caminho oposto, aumento da oferta e cotações mais baixas em algumas nações localizadas no Hemisfério Sul. Para Angus Gidley-Baird, analista sênior de proteína animal do Rabobank (banco cooperativo holandês), posições opostas de ciclos pecuários e problemas climáticos causaram uma redistribuição do comércio nos últimos tempos. “E isso continuará em 2024”, prevê.

Brasil e EUA são os principais responsáveis pelas transformações na rota comercial da proteína nos últimos dois anos. Em 2023, porém, a Austrália embaralhou as cartas do jogo global, despejando uma maior quantidade de carne bovina em consumidores-chave, como os próprios EUA.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Faça já sua assinatura digital da DBO

Leia todo o conteúdo da DBO a partir de R$16,90 por mês.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Já tem uma assinatura DBO?
Entre na sua conta e acesse a Revista Digital:

Continue depois da publicidade
Compartilhe:

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: