Projeções do USDA seguem positivas no mercado externo

CONFIRA a análise do médico veterinário Hyberville Neto, consultor e diretor da HN AGRO

Continue depois da publicidade

Por Hyberville Neto – consultor e diretor da HN AGRO

No início de abril o USDA divulgou uma atualização das projeções para a produção, consumo e comercialização de carnes no mundo.

Mesmo com a suspensão das exportações à China no primeiro trimestre, as projeções não foram afetadas para os embarques brasileiros. Para ser exato, aumentaram em 0,4%, frente às estimativas de janeiro, passando de 3,00 milhões de toneladas equivalente carcaça (tec.) para 3,01 milhões.


Frente ao exportado em 2022, a expectativa é de acréscimo de 3,9%.

No mesmo relatório, as exportações de Austrália foram revisadas negativamente em 8,2%. Apesar de ainda projetar evolução de 13,0% para as vendas do país, frente a 2022, houve redução de 125 mil tec. na estimativa para 2023.

No relatório de janeiro, Austrália seria o segundo maior fornecedor de carne bovina, perdendo apenas para o Brasil. Nessa última projeção, o ajuste deixou o país na quarta posição, atrás de Índia e Estados Unidos. A figura 1 mostra as variações esperadas, em mil tec, com países ordenados do maior para os menores exportadores.

Fonte: USDA / HN AGRO

Os aumentos de Brasil e Índia não devem ser suficientes para compensar o recuo esperado para os embarques dos Estados Unidos (182 mil tec.). Cabe o destaque de que, no caso da Índia, os números incluem a carne de búfalo.

Depois temos o aumento citado para Austrália e outros recuos, como para Argentina, União Europeia e Uruguai, resultando ainda em uma expansão do comércio global em 31 mil tec., o que equivale a 0,3%.

Outras expectativas para o Brasil

 Além das exportações, o USDA estima que a produção de carne do Brasil aumente 2,1%, atingindo 10,6 milhões de tec.

O consumo doméstico projetado é de 7,6 milhões de tec., o que equivale a um acréscimo de 1,3% frente ao observado em 2022.

Com mais fêmeas indo para o gancho, a oferta de carne aumenta e isso acaba afetando positivamente o consumo, ainda que não haja uma economia fortalecendo a demanda.

A necessidade de escoamento da produção adicional acaba segurando o preço da carne e há esse efeito sobre a disponibilidade interna, ainda que não puxada por aumento do poder de compra.

 Considerações

O USDA projeta que o Brasil participe com 25,0% do comércio global de carne bovina em 2023, frente a 24,1% no último ano.

Se somarmos o segundo e o terceiro colocados (Índia e EUA), eles representam 24,0% do comércio global, ou seja, não alcançam a participação do Brasil.

Esse cenário de comércio global projetado é interessante e deve colaborar com o escoamento dessa oferta maior de fêmeas em decorrência da fase do ciclo pecuário.

Com a inflação mais calma, temos que acompanhar como os juros e o câmbio se comportarão, uma vez que este fator impacta diretamente na atratividade dos embarques.

De toda forma, com preços do gado em alta nos Estados Unidos e ajustes nas expectativas de exportações para a Austrália, temos um cenário promissor nessa parcela da equação do mercado.

No mercado interno, devemos ter mais produção e algum acréscimo no escoamento doméstico, como citado.

O cenário não deve ser de preços em alta na média anual, mas é possível que haja espaço para um segundo semestre mais firme.

Você gostou desta coluna? Tem alguma sugestão ou informação nova?  Por favor, me escreva no e-mail hyberville@hnagro.com.br.

VEJA TAMBÉM | Fase de baixa: não é boa, nem fácil, mas passa

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

DBO, há mais de 40 anos acompanhando e contribuindo para uma pecuária cada vez mais moderna e eficiente.

Gostou? Compartilhe:
Mais conteúdo

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Raças

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Revista DBO

Destaques

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Cooperativas ‘abrem alas’ para o boi

Gigantes da agricultura e da produção leiteira começam a ver o gado de corte como importante parceiro de suas atividades-mãe e lançam programas específicos para pecuaristas.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.


Faça já sua assinatura digital da DBO


Leia todo o conteúdo da DBO a partir de R$16,90 por mês.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Você precisa adquirir uma de nossas assinaturas.

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Vídeo

Os destaques no vídeo da Edição:

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Destaques do Dia

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Programas

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: