BRF reverte prejuízo e anota lucro líquido de R$ 754 milhões no 4º trimestre

O resultado reverte prejuízo de R$ 956 milhões de igual período de 2022, informou a companhia nesta segunda-feira (26), depois do fechamento do mercado

Continue depois da publicidade

A BRF registrou lucro líquido de R$ 754 milhões no quarto trimestre de 2023. O resultado reverte prejuízo de R$ 956 milhões de igual período de 2022, informou a companhia nesta segunda-feira (26), depois do fechamento do mercado. A receita líquida no período somou R$ 14,426 bilhões, queda de 2,3% sobre os R$ 14,769 bilhões do quarto trimestre de 2022.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da BRF no último trimestre do ano passado alcançou R$ 1,903 bilhão, alta de 76,3% sobre o R$ 1,079 bilhão do igual intervalo do ano anterior. A margem Ebitda ajustada da BRF foi de 13,2%, ante 7,3% em igual trimestre de 2022.


A companhia encerrou o trimestre com o índice de alavancagem (relação entre dívida líquida e Ebitda) em 2,01 vezes, contra 3,55 vezes em igual período do ano anterior. A dívida líquida caiu 35,1%, de R$ 14,598 bilhões no quarto trimestre de 2022 para R$ 9,415 bilhões no último trimestre de 2023.

A BRF comercializou 1,255 milhão de toneladas de produtos de outubro a dezembro do ano passado, um recuo de 0,3% em comparação com o volume de 1,259 milhão de toneladas de um ano antes.

No segmento Brasil, a receita operacional líquida foi de R$ 7,39 bilhões, queda de 4,8% em comparação com igual intervalo do ano passado. Além disso, o preço médio dos produtos caiu 2,7%, para R$ 12,31 o quilo. Já no segmento internacional, a receita líquida foi de R$ 6,209 bilhões, queda de 0,5% na comparação anual.

“No mercado internacional, a recuperação do preço da proteína in natura foi responsável pelo retorno da margem Ebitda de duplo dígito (11,1%) neste trimestre. Registramos crescimento da rentabilidade com recuperação relevante dos preços em todas as geografias”, afirmou o CEO da empresa, Miguel Gularte, na mensagem da administração.

Em 2023, a BRF teve receita líquida de R$ 53,615 bilhões, queda de 0,4% ante 2022. No ano, o prejuízo líquido foi de R$ 1,869 bilhão, queda de 36,5% ante prejuízo de R$ 3,091 bilhões em 2022. O Ebitda ajustado somou R$ 4,721 bilhão, alta de 14,8% sobre o ano anterior.

No segmento Brasil, a empresa teve recuo de 0,5% na receita líquida ao longo de 2023, para R$ 26,859 bilhões, com alta de 6,7% da margem Ebitda ajustada, para 11,4%. Já em relação ao segmento internacional, a BRF teve alta de 0,2% na receita líquida, para R$ 24,433 bilhões. A margem Ebitda ajustada recuou 5,2% para 4,4%.

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

clima tempo

São Paulo - SP

max

Máx.

--

min

Min.

--

017-rain

--

Chuva

008-windy

--

Vento

Continue depois da publicidade

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Leilões em destaque

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Programas

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: