Boi gordo: em São Paulo, pressão de baixa ganha corpo na reta final de fevereiro

As cotações do “boi-China” e da novilha caíram R$ 5/@ no mercado paulista nesta semana, sendo negociados a R$ 240/@ e R$ 225/@, respectivamente, relata Felipe Fabbri, da Scot

Continue depois da publicidade

A oferta de boiadas segue confortável aos compradores, que, sem necessidade de ampliar as escalas de abate, em função do escoamento lento de carne (principalmente para o mercado interno), têm pressionado o mercado físico do boi em São Paulo, informa o zootecnista Felipe Fabbri, analista da Scot Consultoria.

“Ao longo da semana, a cotação do “boi-China” e da novilha caíram R$ 5/@ no mercado paulista e estão sendo negociados a R$ 240/@ e R$ 225/@, respectivamente”, relata Fabbri.

Para a vaca gorda, o recuo foi de R$ 2/@ no período semanal, sendo comercializada em R$ 208/@ em São Paulo. O preço do boi “comum” (base SP) se mantém estável, em R$ 235/@, acrescenta o zootecnista.


No curto prazo, o mercado do boi deve seguir frouxo, prevê Fabbri. “As ofertas seguem confortáveis ao comprador e, a partir de março, mais fêmeas devem começar a compor os abates”, acredita o zootecnista.

Segundo ele, as escalas de abate em São Paulo estão boas para os frigoríficos, em média para 10 dias, e a oferta de bovinos está sendo suficiente para atender a demanda da indústrias frigorificas.

Na avaliação da Agrifatto, no médio prazo, embora possam ocorrer variações mistas pontuais, “não se avista uma perspectiva de queda nos valores da arroba durante a primeira quinzena de março”, em razão do “pagamento de salários”, que, diz a consultoria, “quase sempre mantêm uma estabilidade relativa nos preços”.

VEJA TAMBÉM | Ciclo pecuário: tendências entre os principais atores mundiais

Além disso, continua a Agrifatto, o mercado do boi gordo é influenciado por diversos fatores, incluindo flutuações nas demandas interna e externa, condições climáticas e políticas públicas relacionadas ao setor.

Hoje, quinta-feira (22/2), o preço médio da arroba do boi gordo em São Paulo ficou estável em R$ 235, de acordo com apuração da Agrifatto. Nas demais regiões, a cotação média baixou para R$ 218/@, informa a consultoria, com base no índice de preços de 17 praças brasileiras.

“Três das 17 praças acompanhadas desvalorizaram a arroba: BA, GO e MG. As outras 14 mantiveram cotações laterais”, aponta a Agrifatto.

Mercado Pecuário | Melhora nos preços do boi gordo e do bezerro deve ocorrer só no 2º semestre

Na B3, na quarta-feira (21/2), todos os contratos futuros do boi gordo tiveram ajustes negativos. O contrato de curtíssimo prazo (vencimento para fevereiro/24), por exemplo, encerrou o pregão em R$ 238/@, com ligeiro recuo de 0,19% no comparativo diário.

Preços dos animais terminados apurados pela Agrifatto nesta quinta-feira (22/2):

São Paulo — O “boi comum” vale R$225,00 a arroba. O “boi China”, R$245,00. Média de R$235,00. Vaca a R$210,00. Novilha a R$225,00. Escalas de abates de dez dias;

Minas Gerais — O “boi comum” vale R$205,00 a arroba. O “boi China”, R$225,00. Média de R$215,00. Vaca a R$200,00. Novilha a R$210,00. Escalas de abate de dez dias;

Mato Grosso do Sul — O “boi comum” vale R$220,00 a arroba. O “boi China”, R$230,00. Média de R$225,00. Vaca a R$205,00. Novilha a R$210,00. Escalas de abate de dez dias;

Mato Grosso — O “boi comum” vale R$205,00 a arroba. O “boi China”, R$215,00. Média de R$210,00. Vaca a R$190,00. Novilha a R$195,00. Escalas de abate de nove dias;

Tocantins — O “boi comum” vale R$210,00 a arroba. O “boi China”, R$220,00. Média de R$215,00. Vaca a R$190,00. Novilha a R$195,00. Escalas de abate de oito dias;

Pará — O “boi comum” vale R$205,00 a arroba. O “boi China”, R$215,00. Média de R$210,00. Vaca a R$190,00. Novilha a R$195,00. Escalas de abate de dez dias;

Goiás — O “boi comum” vale R$205,00 a arroba. O “boi China/Europa”, R$225,00. Média de R$215,00. Vaca a R$200,00. Novilha a R$210,00. Escalas de abate de doze dias;

Rondônia — O boi vale R$200,00 a arroba. Vaca a R$185,00. Novilha a R$190,00. Escalas de abate de onze dias;

Maranhão — O boi vale R$205,00 por arroba. Vaca a R$190,00. Novilha a R$195,00. Escalas de abate de doze dias;

Paraná — O boi vale R$225,00 por arroba. Vaca a R$205,00. Novilha a R$210,00. Escalas de abate de nove dias.

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

clima tempo

São Paulo - SP

max

Máx.

--

min

Min.

--

017-rain

--

Chuva

008-windy

--

Vento

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Pular para o conteúdo