Boi gordo: frigoríficos mantêm pressão negativa, mas escalas de abate recuam

Nas praças de SP, uma das principais referências no mercado brasileiro, a arroba continuou andando de lado nesta quarta-feira (7/2), conforme apuração da Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Com as indústrias justificando maior facilidade nas compras de boi gordo, o mercado continua mantendo a pressão de baixa na arroba, mas as escalas dos frigoríficos já começam a ficar mais curtas, relatam os analistas que acompanham diariamente o setor pecuário brasileiro.

Segundo as consultorias, neste momento, os preços da arroba seguem congelados na maioria das praças do País, mesmo com a forte insistência das indústrias em forçar os indicadores para baixo.

De acordo com a Agrifatto, as vendas no mercado de carne com osso continuam boas, especialmente para boi castrado, boi inteiro e a ponta de agulha – “Tais produtos apresentam uma demanda consistente”, reforçam os analistas da consultoria.


Nas praças de São Paulo, uma das principais referências no mercado brasileiro do boi gordo, a arroba continuou andando de lado nesta quarta-feira (7/2), conforme apuração da Scot Consultoria.

“O volume de carne na ponta frigorífica está elevado, o que tem feito compradores oferecerem menos pela arroba do boi”, observa a Scot, acrescentando: “Os vendedores, porém, não estão aceitando ofertas de preços menores que os vigentes e, com isso, as cotações ficaram inalteradas na praça paulista”.

Mercado Pecuário | Como ficam as cotações da arroba após o Carnaval?

A Scot chama a atenção para um possível crescimento na oferta de vacas no curtíssimo prazo. “A expectativa é de aumento nos próximos dias, reflexo da baixa qualidade das pastagens e do descarte de fêmeas que não emprenharam na atual estação de monta”, dizem os analistas da consultoria sediada em Bebebouro (SP).

Neste momento, apurou a Scot, o boi gordo destinado ao mercado interno paulista segue valendo R$ 235/@, enquanto a vaca e a novilha gordas são negociadas por R$ 210/@ e R$ 230/@, respectivamente (preços brutos e a prazo). O “boi-China” está cotado em R$ 245/@ em SP, bruto, prazo, com ágio de R$ 10/@ sobre o animal “comum”.

Na B3, o vencimento para fevereiro/24 (contrato de curto prazo) voltou a recuar nesta terça-feira (6/2), encerrando o pregão regular cotado em R$ 239,50/@, informa a Agrifatto.

Preços da arroba nesta quarta-feira (7/2), de acordo com Indicador diário da Scot Consultoria (R$/@)

SP Barretos – 235,40

SP Araçatuba – 235,40

MG Triângulo – 235,00

MG BH – 217,75

MG Norte – 225,50

MG Sul – 212,60

GO Goiânia – 221,25

GO Região Sul – 220,22

MS Dourados – 227,59

MS C. Grande – 232,67

MS Três Lagoas – 225,50

BA Sul – 238,41

BA Oeste – 232,16

MT Norte – 210,97

MT Sudoeste – 210,04

MT Cuiabá* – 213,38

MT Sudeste – 213,44

PA Marabá – 210,73

PA Redenção – 206,72

PA Paragominas – 224,57

RO Sudeste – 198,28

TO Sul – 208,95

TO Norte – 210,28

*Região de Cuiabá, inclui Rondonópolis

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

clima tempo

São Paulo - SP

max

Máx.

--

min

Min.

--

017-rain

--

Chuva

008-windy

--

Vento

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Leilões em destaque

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Pular para o conteúdo