Agro Solidário: Grano doa mais de 1 tonelada de alimentos para Hospital São Paulo

A iniciativa, também contempla o Hospital Nossa Senhora do Rosário (RS) segue até a normalização da pandemia

Continue depois da publicidade

Com o objetivo de minimizar os impactos do aumento dos atendimentos hospitalares e possibilitar a realocação de orçamento dos hospitais para outras necessidades, como compra de materiais, a Grano, com sede Serafina Corrêa-RS, doará mais de 1 tonelada de alimentos para o Hospital São Paulo, referência para mais de 6 milhões de habitantes de São Paulo. Outro beneficiário será o Hospital Nossa Senhora do Rosário, em Serafina Corrêa (RS), que além de alimentos receberá também equipamentos de proteção individual (EPI). A empresa que tem 20 anos no mercado está entre as maiores do País em produção e comercialização de vegetais congelados
A primeira doação (1 tonelada) supri um mês da demanda do Hospital São Paulo, que serve diariamente, em condição normal, 2.400 refeições para pacientes internados. Esse número tende a aumentar com a ampliação da demanda, razão da importância das doações neste momento. A Grano manterá o auxílio até que a situação de emergência gerada pelo novo coronavírus seja oficialmente normalizada.
Nos meses de fevereiro e março, o Hospital São Paulo realizou cerca de 37 mil atendimentos nas especialidades de urgências do pronto-socorro. Como consequência dos desdobramentos da COVID-19, a previsão é que ocorra um aumento no número de pacientes nos próximos dias. Para o professor Dr. José Roberto Ferraro, superintendente do Hospital São Paulo, “as doações são sempre bem-vindas, pois nos permite realocar recursos para atender as necessidades mais prementes do dia a dia”.
Olhando também para a comunidade de Serafina Corrêa (RS), cidade onde está a fábrica da Grano, a empresa fará a doação de 30 kg de alimentos para o Hospital Nossa Senhora do Rosário. E para ajudar a fortalecer o estoque de equipamentos de proteção individual dos profissionais de saúde, 3 mil materiais – entre toucas, propés, jalecos e aventais – serão entregues ao hospital.
O CEO da Grano, Fernando Giansante, destaca a importância de outras empresas seguirem esse movimento com iniciativas solidárias que contribuam para a superação do maior desafio em saúde pública nos últimos anos. “Somos reconhecidos pela produção de vegetais de alta qualidade, alimento que contribui para o aumento da imunidade e fortalecimento da saúde. Usar o que fazemos para ajudar a sociedade em um momento de crise é a maneira que temos de agradecer aos consumidores pela parceria nos nossos anos de trajetória. Isso é a nossa obrigação”, afirma o executivo.
Buscando preservar o bem-estar dos seus colaboradores no combate ao novo coronavírus, a Grano adotou também medidas preventivas internas. Por se tratar de uma indústria de alimentos, setor considerado essencial para o abastecimento da população, foi adotado uma redução do turno para os funcionários da fábrica. Foi instalado o sistema de revezamento nos refeitórios, para que não haja aglomerações, os ambientes são higienizados com maior frequência, a temperatura de todos é verificada diariamente e máscaras e álcool gel estão disponíveis para todos.

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

DBO, há mais de 40 anos acompanhando e contribuindo para uma pecuária cada vez mais moderna e eficiente.

Gostou? Compartilhe:
Mais conteúdo

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Raças

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Revista DBO

Destaques

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Cooperativas ‘abrem alas’ para o boi

Gigantes da agricultura e da produção leiteira começam a ver o gado de corte como importante parceiro de suas atividades-mãe e lançam programas específicos para pecuaristas.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.


Faça já sua assinatura digital da DBO


Leia todo o conteúdo da DBO a partir de R$16,90 por mês.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Você precisa adquirir uma de nossas assinaturas.

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Vídeo

Os destaques no vídeo da Edição:

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Destaques do Dia

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Programas

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: