Boi gordo: conjuntura do mercado joga em favor dos pecuaristas no curtíssimo prazo

O movimento de alta na arroba é atribuído à maior demanda pela carne bovina no final do ano, além de uma baixa oferta de bovinos terminados, justifica a Agrifatto

Continue depois da publicidade

Neste início da semana, o mercado físico do boi gordo segue sustentando a tendência de alta nos preços da arroba, informam as consultorias que acompanham diariamente o setor pecuário.

A Agrifatto relata que, na semana passada, o indicador da consultoria (para o boi gordo) e o índice Cepea apontaram valorização de 1,01% e 3,51%, respectivamente, ficando cotados, em média, a R$ 239,99/@ e R$ 243,08/@ (base São Paulo).


“A manutenção do movimento de alta é atribuída à maior demanda (pela carne bovina) sazonal no final do ano – estimulada pelas tradicionais comemorações e pelo recebimento do 13º salário –, além de uma baixa oferta de bovinos terminados, indicada por escalas de abate levemente menores em relação à semana anterior”, justifica a Agrifatto.

Segundo a consultoria, hoje (4/12), em calmaria típica de segundas-feiras, o preço médio da arroba em São Paulo ficou em R$ 242,50. Nas demais regiões, as cotações aumentaram para R$ 227,05/@, acrescenta a Agritatto.

“Apenas uma das 17 praças acompanhadas registrou valorização na arroba”, diz a consultoria, referindo-se à praça do Rio Grande do Sul. As demais 16 regiões sustentaram cotações laterais, completa a consultoria.

O fortalecimento dos embarques brasileiros da proteína bovina durante o último mês também é responsável pela maior firmeza nas cotações do boi gordo, acrescenta a consultoria.

De acordo com levantamento da Scot Consultoria, a semana começou com o comportamento típico de segundas-feiras.

“As cotações (dos animais terminados) permaneceram nos mesmos patamares observados no fechamento da semana passada”, observa a Scot.

Pelos dados da consultoria, a cotação do “boi comum” está em R$ 240/@, enquanto a vaca e a novilha gordas são negociados por R$ 220/@ e R$ 230/@ (preços brutos e a prazo).

O “boi-China” está sendo negociado em R$ 245/@ (preço bruto e a prazo, base SP), com ágio de R$ 5/@ sobre o animal “comum”, acrescenta a Scot.

Na B3, o vencimento para novembro/23 foi liquidado a R$ 239,60/@, 0,67% de alta ante o valor de liquidação do outubro/23.

Por sua vez, os outros contratos futuros avançaram fortemente na última semana, com destaque para março/23, que subiu 3,09% no período e ficou cotado a R$ 250/@, o maior patamar desde meados de agosto/23, informa a Agrifatto.

Mercado Pecuário | Seria possível criar um preço mínimo para a arroba do boi no Brasil?

Para os outros contratos a situação é parecida, continua a consultoria. Os contratos com vencimento em dezembro/23 e janeiro/24 subiram 1,92% e 2,26%, respectivamente e fecharam a última sexta-feira em R$ 249,50/@ e 251,50/@.

“A última vez em que o vencimento para janeiro/24 ficou acima dos R$ 250/@ foi em 26/07/2023”, lembra a Agrifatto.

Segundo apuração da S&P Global Commodity Insights, a primeira semana de dezembro começou sob grande especulação altista.

No entanto, o mercado brasileiro registrou poucas movimentações no ambiente de negócios nesta primeira segunda-feira de dezembro.

“Apesar do viés altista que se espalha nas principais regiões pecuárias do País, a estratégia de alocar as suas compras de forma pontual adotada pela indústria permanece limitando avanços nas cotações no mercado físico”.

A S&P Global verificou que as escalas de abate permanecem represadas entre 7 a 9 dias, indicando que, mesmo diante da oferta enxuta de animais, há um certo equilíbrio em relação à atual necessidade dos frigoríficos.

“Tal cenário segue como principal fator limitante para altas mais significativas nos preços da arroba”, reforça a S&P Global.

No mercado atacadista da carne bovina, novembro/23 se encerrou com altas em todas as proteínas animais.

“Com o segmento varejista se preparando para um aumento no escoamento do mercado doméstico em dezembro/23, a carcaça do boi castrado fechou a última semana com valorização de 1,11% no atacado paulista, com preço médio de R$ 16/kg”, relata a Agrifatto.

Considerando as peças separadas da carcaça, o dianteiro se destacou, com valorização de 1,39% (R$ 12,63/kg), enquanto o ponta de agulha e o traseiro avançaram 0,73% e 1,38%, com cotação média de R$ 13,30/kg e R$ 19,48/kg, respectivamente, acrescenta a consultoria.

 

Cotações máximas de machos e fêmeas nesta segunda-feira, 4/12 (Fonte: S&P Global)

SP-Noroeste:

boi a R$ 241/@ (prazo)
vaca a R$ 222/@ (prazo)

MS-Dourados:

boi a R$ 229/@ (à vista)
vaca a R$ 209/@ (à vista)

MT-Cáceres:

boi a R$ 217/@ (prazo)
vaca a R$ 192/@ (prazo)

MT-Cuiabá:

boi a R$ 215/@ (à vista)
vaca a R$ 190/@ (à vista)

GO-Sul:

boi a R$ 231/@ (prazo)
vaca a R$ 217/@ (prazo)

PR-Maringá:

boi a R$ 231/@ (à vista)
vaca a R$ 205/@ (à vista)

MG-Triângulo:

boi a R$ 236/@ (prazo)
vaca a R$ 217/@ (prazo)

PA-Redenção:

boi a R$ 212/@ (prazo)
vaca a R$ 192/@ (prazo)

TO-Araguaína:

boi a R$ 227/@ (prazo)
vaca a R$ 207/@ (prazo)

RO-Cacoal:

boi a R$ 212/@ (à vista)
vaca a R$ 195/@ (à vista)

 

Preços dos animais terminados apurados pela Agrifatto em 4/12

São Paulo — O “boi comum” vale R$240,00 a arroba. O “boi China”, R$245,00. Média de R$242,50. Vaca a R$220,00. Novilha a R$230,00. Escalas de abates de dez dias;

Minas Gerais — O “boi comum” vale R$235,00 a arroba. O “boi China”, R$245,00. Média de R$240,00. Vaca a R$210,00. Novilha a R$215,00. Escalas de abate de oito dias;

Mato Grosso do Sul — O “boi comum” vale R$230,00 a arroba. O “boi China”, R$240,00. Média de R$235,00. Vaca a R$210,00. Novilha a R$215,00. Escalas de abate de oito dias;

Mato Grosso — O “boi comum” vale R$210,00 a arroba. O “boi China”, R$220,00. Média de R$215,00. Vaca a R$195,00. Novilha a R$200,00. Escalas de abate de sete dias;

Tocantins — O “boi comum” vale R$225,00 a arroba. O “boi China”, R$235,00. Média de R$230,00. Vaca a R$210,00. Novilha a R$210,00. Escalas de abate de sete dias;

Pará — O “boi comum” vale R$215,00 a arroba. O “boi China”, R$225,00. Média de R$220,00. Vaca a R$200,00. Novilha a R$205,00. Escalas de abate de doze dias;

Goiás — O “boi comum” vale R$235,00 a arroba. O “boi China/Europa”, R$245,00. Média de R$240,00. Vaca a R$215,00. Novilha a R$220,00. Escalas de abate de seis dias;

Rondônia — O boi vale R$215,00 a arroba. Vaca a R$200,00. Novilha a R$200,00. Escalas de abate de nove dias;

Maranhão — O boi vale R$215,00 por arroba. Vaca a R$200,00. Novilha a R$200,00. Escalas de abate de sete dias;

Paraná — O boi vale R$235,00 por arroba. Vaca a R$210,00. Novilha a R$215,00. Escalas de abate de sete dias.

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

DBO, há mais de 40 anos acompanhando e contribuindo para uma pecuária cada vez mais moderna e eficiente.

Gostou? Compartilhe:
Mais conteúdo

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Raças

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Revista DBO

Destaques

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Cooperativas ‘abrem alas’ para o boi

Gigantes da agricultura e da produção leiteira começam a ver o gado de corte como importante parceiro de suas atividades-mãe e lançam programas específicos para pecuaristas.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.


Faça já sua assinatura digital da DBO


Leia todo o conteúdo da DBO a partir de R$16,90 por mês.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Você precisa adquirir uma de nossas assinaturas.

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Vídeo

Os destaques no vídeo da Edição:

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Destaques do Dia

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Programas

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: