Logo Dourado

Minerthal

Minerthal investe na próxima geração

de suplementos minerais

Dentre as atuais apostas está o desenvolvimento de produtos que evitam o desperdício e otimizam a operação das fazendas

O futuro da suplementação mineral no Brasil será pautado por produtos extremamente resistentes aos ventos e às chuvas — característica vital para a prevenção do desperdício, além de apresentarem alta capacidade de otimizarem a mão de obra das fazendas. Tudo isso, é claro, sem perder de vista a eficiência produtiva dos rebanhos.
Sobre esses pilares estão depositados os principais esforços em pesquisa e desenvolvimento da Minerthal, uma das grandes referências desse mercado e que acaba de completar 50 anos de atividades na pecuária brasileira. A empresa, que teve protagonismo em todos os marcos desse setor, trabalha agora para fomentar mais uma geração inovadora de produtos. Nesta entrevista exclusiva, o sócio da Minerthal, Sergio Morgulis, detalha as atuais apostas da companhia e de que maneira a mineralização dos rebanhos pode avançar nos próximos anos.

Quais as vantagens dessa nova categoria?

O suplemento em bloco é resistente ao vento e às chuvas, o que evita o desperdício. Ele também simplifica muito o manejo, porque a frequência de reposição no cocho é bem menor. No caso de um suplemento proteico, por exemplo, onde essa renovação acontece a cada dois ou três dias, com o bloco esse processo pode ser feito a cada dez dias.

Foto -Sergio
Sergio Morgulis, sócio da Minerthal

E quais as perspectivas para esse segmento?

O suplemento mineral em bloco é uma evolução natural do mercado e é o próximo capítulo da suplementação no Brasil. Ele já é bastante utilizado nos EUA, Austrália, África do Sul e na Europa e, por aqui, ocupará um espaço relevante. O MinerBlock foi lançado em 2019 e já temos grandes fazendas utilizando-o e apresentado bons resultados. O progresso dessa categoria será contínuo, pois já estamos trabalhando em novas formulações.

Qual outra grande inovação está no radar da companhia?

Em 2024 vamos lançar um suplemento mineral granulado, onde todos os macros e micros elementos são reunidos num mesmo grânulo, viabilizando uma mistura constantemente homogênea. Outra vantagem é a resistência ao vento e à chuva, pois eles são recobertos por um aditivo, que os deixam impermeáveis. Como no bloco, demanda menor frequência de reposição no cocho. 

Onde estão as oportunidades para alavancar a suplementação no Brasil?

Na fase da cria temos um terreno muito grande para avançar, pois vejo que a mineralização está evoluindo nessa etapa, com vistas a melhorar a produção de bezerro e o seu peso na desmama. Também há muito campo para evoluir na recria, onde se busca, cada vez mais, encurtar o ciclo para obter o boi-China (abatido com até 30 meses). Nessa etapa, a tendência do animal é comer mais, então, eles precisam de suplementos com maior concentração de proteína, energia e aditivos.

Conteúdo disponível também na Revista DBO

Revista-Aberta-Folheando

Siga a DBO:

A DBO Editores Associados, fundada em 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. Sua atuação no digital abrange as mídias sociais, canal do Youtube e o Portal DBO, plataforma rica em conteúdo especializado em texto, áudio e vídeo para a pecuária, como reportagens, entrevistas, artigos técnicos, cotações, análises de mercado e cobertura dos leilões em todo o País.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: