USDA: Brasil e Austrália devem aumentar as exportações de carne bovina em 2024

CONFIRA a análise do médico veterinário Hyberville Neto, consultor e diretor da HN AGRO

Continue depois da publicidade

Por Hyberville Neto – consultor e diretor da HN AGRO

Em outubro o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), atualizou as estimativas para 2023 e apresentou projeções para 2024, sobre o mercado global de carnes.

Focando na carne bovina, atualizou os números do Brasil para o que já está sendo observado, recuo (-5,1%) frente ao volume de 2022, que foi recorde. Para 2024, as expectativas são de aumento de 3,6% na quantidade embarcada, o que resultaria em 2,85 milhões de toneladas equivalente carcaça (tec.), frente a 2,75 milhões no fechamento de 2023 e 2,90 milhões no recorde de 2022.


Apesar aquém do recorde, estamos falando de bons volumes, tanto observados este ano, como projetados para 2024.

Para a Austrália, o segundo maior exportador e que ganhou muita competitividade este ano, o USDA projeta aumento de 4,6% para 2024, após o salto de 23,6% estimado para o consolidado de 2023. Em 2023 a estimativa é de aumento absoluto de 292 mil tec. e mais 70 mil tec. em 2024.

Na terceira posição entre os maiores vendedores em 2024, Índia deve embarcar 40 mil tec. a mais que em 2023 (+2,8%), sendo que para 2023 a expectativa é de redução de 22 mil tec. (-1,5%). Os dados incluem carne de bubalinos, o que é muto relevante na produção e no total embarcado pelo país.

A figura 1 traz a evolução dos embarques e projeções para 2024.

Figura 1. Evolução e projeções para as exportações de carne bovina, em mil tec. Fonte: USDA / Elaboração: HN AGRO

Considerando o comércio global, as exportações de carne bovina devem passar de 11,7 milhões de tec. para 11,9 milhões, aumento de 175 mil tec., ou 1,5%.

O Brasil deve ter maior participação nessas 175 mil tec. a mais comercializadas no próximo ano. A figura 2 mostra as variações projetadas dos embarques dos principais exportadores, em mil tec.

Perceba que Austrália deve vender mais carne, mas a redução dos Estados Unidos (-86 mil tec.) é maior que o incremento do país oceânico (+70 mil tec.).

Figura 2. Variações das exportações de carne bovina em 2024, na comparação com 2023, em mil tec. Fonte: USDA / Elaboração: HN AGRO

Sendo os Estados Unidos e a Austrália os principais fornecedores de carne bovina para o Japão e Coreia do Sul, essa redução das vendas (combinadas) é um fator positivo, que pode influenciar na abertura de tais mercados para o grande fornecedor global.

Quanto ao aumento esperado para as vendas da Argentina, há muita incerteza relacionada ao novo governo, qual será e se haverá mudanças na política cambial, o que afetaria diretamente as exportações.

Com a turbulência no cenário global, há muita coisa a ser acompanhada.  A guerra em Israel tem potencial para pressionar fortemente a inflação por meio do petróleo, caso haja disseminação geográfica do conflito, e pode alterar a evolução dos juros e câmbio, frente ao esperado há poucos meses.

Isso sem falar da assunção do governo de que as projeções fiscais vinham sendo pintadas muito otimistas para 2024.

Em geral, o mercado já não estava considerando um cenário de déficit zerado no próximo ano (Focus em -0,8%), mas o governo assumir isso com antecedência acaba reforçando o que tem sido visto, que não há interesse nem esforço para uma redução de gastos públicos.

Um cenário fiscal adverso não é bom, pois penaliza consumo doméstico, mas como atenuante para a pecuária, pode ajudar as exportações via câmbio.

Você gostou desta coluna? Tem alguma sugestão ou informação nova?  Por favor, me escreva no e-mail hyberville@hnagro.com.br.

VEJA TAMBÉM | Oferta de cocho em 2023: a sorte está lançada

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

clima tempo

São Paulo - SP

max

Máx.

--

min

Min.

--

017-rain

--

Chuva

008-windy

--

Vento

Continue depois da publicidade

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Leilões em destaque

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Programas

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: