Semana abre com estabilidade nos preços físicos do boi gordo

Analistas mantêm a previsão de aumento na demanda interna pela carne bovina, impulsionada pela entrada de dinheiro na conta dos trabalhadores e os festejos do Carnaval

Continue depois da publicidade

No mercado físico do boi gordo, a queda de braço entre pecuaristas e frigoríficos continua intensa na maioria das praças brasileiras, informa a Agrifatto.

Porém, continua a consultoria, embora os preços da arroba tenham recuado na última semana, as tentativas de redução nos preços da arroba não têm surtido o efeito desejado pelas indústrias.


“Alguns pecuaristas aproveitam a vantagem da oferta de pastagem para segurar os animais quando os preços não são favoráveis”, justificam os analistas da Agrifatto.

Segundo a consultoria, apesar da pressão negativa sobre os preços do boi gordo, o poder de compra do pecuarista em relação à boa parte dos ingredientes de nutrição utilizado na ração animal melhorou nas últimas semanas.

“Apenas a polpa cítrica, o caroço de algodão e o DDG 30 apresentaram valorizações em São Paulo, devido aos estresses causados pelas irregularidades climáticas”, diz a consultoria.

A relação de troca entre o boi gordo e o milho voltou a melhorar para os pecuaristas, fechando janeiro/24 em 3,79 sc/@, após um início de mês com as cotações elevadas.

“O cereal passou por correção nos preços praticados, refletindo as expectativas de produção elevada na América do Sul e mudanças nas estimativas de área a ser plantada no Brasil”, justifica a Agrifatto.

VEJA TAMBÉM | Brasil amplia área de exportação de carne bovina para o Canadá após avaliação positiva

Segundo balanço da Agrifatto (veja mais dados ao final deste texto), o indicador da consultoria para o boi gordo (mercado paulista) fechou a última sexta-feira (2/2) cotado à R$ 238,86/@, com desvalorização de 1,32% no comparativo semanal, enquanto no indicador Cepea, o animal foi cotado à R$ 244,77/@, apresentando queda de 1,29%

A chegada de um novo mês e recebimento de salários e outros benefícios sociais podem resultar em preços firmes para o boi gordo, acreditam os analistas.

No entanto, diz a Agrifatto, ainda existe preocupações em relação à pressão de baixa imposta pelos frigoríficos no mercado físico.

Na avaliação da S&P Global Commodity Insight, ainda em relação ao consumo de carne bovina, há perspectivas positivas nesta semana que antecede o período de comemorações do Carnaval. “Espera-se um aumento no consumo da proteína no curtíssimo prazo, especialmente a partir do próximo final de semana”.

Pelos dados apurados pela Scot Consultoria, nas praças paulistas, grande parte dos compradores ficaram fora das compras nesta segunda-feira (5/2).

“A expectativa é de estabilidade nos preços e melhora do consumo de carne bovina neste início de mês”, afirma os analistas da Scot, acrescentando que a oferta continua equilibrada à demanda.

Com isso, no mercado de São Paulo, o boi gordo segue cotado em R$ 235/@, enquanto a vaca e a novilha são negociadas por R$ 210/@ e R$ 230/@ (preços brutos e a prazo), segundo a Scot.

A cotação da arroba do “boi-China” está valendo R$ 245 no mercado paulista, com ágio de R$ 10/@ sobre o animal “comum”.

Na B3, os contratos futuros do boi gordo voltaram a se valorizar após duas semanas consecutivas de quedas. Na última sexta-feira, o vencimento para março/24 subiu 1,16%, fechando em R$ 235/@, enquanto que o contrato para maio/24 encerrou o período a R$ 234,05/@, com alta de 1,10%, informa a Agrifatto.

DBO Destaca | Como investir no mercado futuro do boi gordo?

Com a queda registrada pelo indicador Cepea no mercado físico em São Paulo e os valores da B3 ainda “firmes”, a diferença entre o preço praticado no spot e no mercado futuro (spread) reduziu na última semana, destaca a consultoria.

O vencimento para maio/24 fechou a sexta-feira com o spread (diferença) de -2,56% em relação ao indicador Cepea, a menor diferença de 2024 – na última semana esse índice estava em -6,31%.

“Portanto, o preço no mercado físico está indo na direção em que o futuro já estava apontando há algumas semanas”, observa Agrifatto.

Cotações máximas de machos e fêmeas nesta segunda-feira, 5 de fevereiro (Fonte: S&P Global)

SP-Noroeste:

boi a R$ 243/@ (prazo)
vaca a R$ 229/@ (prazo)

MS-Dourados:

boi a R$ 227/@ (à vista)
vaca a R$ 215/@ (à vista)

MT-Cáceres:

boi a R$ 208/@ (prazo)
vaca a R$ 185/@ (prazo)

MT-Cuiabá:

boi a R$ 202/@ (à vista)
vaca a R$ 182/@ (à vista)

GO-Sul:

boi a R$ 228/@ (prazo)
vaca a R$ 210/@ (prazo)

PR-Maringá:

boi a R$ 231@ (à vista)
vaca a R$ 210/@ (à vista)

MG-Triângulo:

boi a R$ 238/@ (prazo)
vaca a R$ 215/@ (prazo)

PA-Redenção:

boi a R$ 202/@ (prazo)
vaca a R$ 192/@ (prazo)

TO-Araguaína:

boi a R$ 208/@ (prazo)
vaca a R$ 198/@ (prazo)

RO-Cacoal:

boi a R$ 200/@ (à vista)
vaca a R$ 180/@ (à vista)

Balanço semanal da Agrifatto/base SP 

Fechamento sexta-feira (2/2)

Boi gordo: R$ 244,77/@ – queda semanal de 1,29%

Bezerro: R$ 2.072,29/cabeça – queda semanal de 0,67%

Carcaça casada: R$ 16,28/kg– alta semanal de 0,62%

Milho: R$ 62,18/saca – queda semanal 0,11%

Farelo de soja: R$ 2.133,04/tonelada – queda semanal de 2,31%

Dólar: R$ 4,95 – alta semanal de 0,13%

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

clima tempo

São Paulo - SP

max

Máx.

--

min

Min.

--

017-rain

--

Chuva

008-windy

--

Vento

Continue depois da publicidade

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Leilões em destaque

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Pular para o conteúdo