Conteúdo Original | Revista DBO

Touros PO podem virar PA

ABCZ propõe medida para minimizar problemas de parentesco revelados pela genômica, que gera intenso debate entre criadores de gado puro.

Por Carolina Rodrigues

A Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ) poderá rebaixar touros PO (Puros de Origem) para a categoria PA (Puros por Avaliação, sem genealogia conhecida) nos próximos meses, caso sua real paternidade não possa ser comprovada por via genômica.

A medida foi aprovada em reunião do Conselho Deliberativo Técnico (CDT), no dia 19 de julho, em decorrência de inconsistências de parentesco reveladas, em alguns animais, durante o processo de inclusão da genômica no melhoramento genético da ABCZ, tecnologia que permite melhorar a acurácia e a predição dos valores genéticos dos animais, além de construir uma matriz de parentesco mais precisa e segura.

Desde que o processo começou, há uma década, foram verificados erros de paternidade de 4%, em média, na raça Nelore, e de 6% no Tabapuã (cerca de 200 reprodutores), boa parte deles já solucionados. O problema é que ainda existe uma lista de touros com conflitos de parentesco, um “quebra-cabeças cartorário” que a ABCZ vem tentando solucionar.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Faça já sua assinatura digital da DBO

Leia todo o conteúdo da DBO a partir de R$ 12,70 por mês.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Já tem uma assinatura DBO?
Entre na sua conta e acesse a Revista Digital:

Continue depois da publicidade
Compartilhe:

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Pular para o conteúdo