Conteúdo Original | Revista DBO

Encontro de pastagens: dobradinha a favor da produtividade

Encontro de Intensificação de Pastagens, promovido pela Scot Consultoria, mostra os caminhos para se aliar taxa de lotação e ganho de peso médio diário.

Por Renato Villela

A taxa de lotação e o ganho de peso médio diário (GMD), binômio que rege a produtividade do sistema produtivo, sempre foram encarados como índices zootécnicos incompatíveis, onde a opção por um levava necessariamente ao prejuízo do outro. “O produtor pensava que tinha que fazer uma escolha: qual é o melhor, onde devo colocar minhas fichas?”.

O questionamento, feito pelo professor Moacyr Corsi, da Esalq/USP, de Piracicaba, SP, durante o “Encontro de Intensificação de Pastagens”, promovido pela Scot Consultoria, entre os dias 27 e 29 de setembro, na cidade de Ribeirão Preto (SP), revela uma dicotomia que começa a ser desconstruída com os dados de campo. Sim, ambos podem caminhar lado a lado, contribuindo para o aumento de arrobas/ha.

Durante sua apresentação, para uma plateia de mais de 800 pessoas, Corsi mostrou como é possível elevar os dois índices zootécnicos num sistema intensivo de pastagem.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Faça já sua assinatura digital da DBO

Leia todo o conteúdo da DBO a partir de R$16,90 por mês.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Já tem uma assinatura DBO?
Entre na sua conta e acesse a Revista Digital:

Continue depois da publicidade
Compartilhe:

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: