Conteúdo Original | Revista DBO

Anuário DBO | Leilões: em ano difícil, renda não cresce

Fêmeas “seguram a onda” e garantem 51% da receita

Por Gualberto Vita

O comércio de raças bovinas de corte com genética superior ficou estável em 2023, registrando exatamente o mesmo faturamento observado na temporada de leilões de 2022: R$ 1,8 bilhão. Com uma inflação na casa dos 4,5%, pode-se concluir que o mercado encolheu, a despeito de uma oferta de machos, fêmeas, prenhezes e embriões ter sido 6,8% maior, contabilizando 98.614 lotes. Nessa configuração, a média geral caiu para R$ 18.933, 6,5% menos do que a apurada em 2022 (R$ 20.248), mostra o Banco de Dados da DBO.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Faça já sua assinatura digital da DBO

Leia todo o conteúdo da DBO a partir de R$ 12,70 por mês.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Já tem uma assinatura DBO?
Entre na sua conta e acesse a Revista Digital:

Continue depois da publicidade
Compartilhe:

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Pular para o conteúdo