Queda do ágio do “boi-China”: como lidar com mais esse aperto na margem de lucro; OUÇA

O cenário atual não permite muitas conjecturas, mas é certo que a avidez asiática ainda vai determinar muita coisa

Continue depois da publicidade

Quem investiu, recentemente, em mais tecnologia para atender ao padrão, não está conseguindo fechar as contas ou, pelo menos, recebeu um “abraço de urso”. Há grande oferta de animais no mercado brasileiro e a queda da commodity carne bovina no mundo não está ajudando.

Pelos dados computados pela Scot Consultoria, na praça paulista, o “boi-China” (abatido mais jovem, com idade abaixo de 30 meses) vale, no início de junho, R$ 220/@, o que representa um prêmio de apenas R$ 3/@ em relação ao valor do animal “comum”, apregoado em R$ 217/@.

VEJA TAMBÉM | Carne bovina: China atinge a marca de 1 milhão de toneladas importada até abril/24

Mas quem já estava jogando as regras do jogo, está mais complacente com as oscilações de preços. Por outro lado, quem investia para incrementar a produtividade – um caminho sem volta – talvez possa estar trabalhando com outros recursos para saldar compromissos e garantir a operação.

Com o ágio do “boi-China” na lona, pecuaristas podem espernear ou olhar friamente para a nova realidade e, talvez, entender as consequências de uma coisa para outra.

Antônio Carlos Rezende, do Grupo Rezende, titular de seleção Nelore e de animais comerciais para corte, dá seu entendimento.

Antônio Carlos Rezende, do Grupo Rezende (Foto: Arquivo pessoal)

OUÇA  o comentário de Antônio Rezende

Contudo, analistas de mercado, como Hyberville Neto, colunista do Portal DBO, acrescentam observações e atenuam ansiedades de ganhos, além de outras referentes a temores, comuns a quem quer sobreviver. “O melhor é estar pronto e bem-assessorado, monitorando outras possibilidades”, explica.

Ocorre que o ágio do “boi-China” sempre vai estar sob a lei da oferta e procura. O cenário atual não permite muitas conjecturas, mas é certo que a avidez asiática ainda vai determinar muita coisa.

Uma delas é quase inquestionável: mais produtividade passa por novas tecnologias disponíveis, todas a serviço de rentabilidade.

OUÇA  o comentário de Hyberville Neto

 

 OUÇA MAIS 

Ganhe mais dinheiro na recria conhecendo seus custos

Expointer 2024 mantida para o final de agosto

Cuidado com os próximos contratos de arrendamento rural e locação

Produção brasileira de milho cai sem ameaças

2º Comcebu amplia as perspectivas para o zebu no mundo

Números finais da ExpoZebu 2024 são bastante positivos

Zootecnista, agente indispensável ao sucesso da pecuária

Reconstrução do agro gaúcho passa pela voluntariedade

Pecuária seletiva passa longe do ciclo de baixa

Planejando a ILPF de acordo com os interesses do pecuarista

O que as centrais de inseminação artificial procuram?

Estudo técnico visa melhorar índices de reprodução de bovinos

Dia Mundial da Água: uma pecuária que faz a lição de casa

Quatro pontos de atenção na transição para a seca

Seis ações para minimizar falta de chuva fora de época

Mais UA/ha com a cultura do capim

Forrageiras para intensificar a pecuária e segurar a seca

Melhore o caixa da fazenda investindo em boas fêmeas

Melhoramento animal é decisivo na lucratividade

Na recria é que se ganha dinheiro com pecuária

Para ganhar mais com boi em 2024 (Parte III)

Uma luz vermelha na produção de leite bovino

Para o mercado de leilões, dias melhores virão

 

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Cadastre-se de gratuitamente na Newsletter DBO:


    Continue depois da publicidade

    Continue depois da publicidade

    Continue depois da publicidade

    clima tempo

    São Paulo - SP

    max

    Máx.

    --

    min

    Min.

    --

    017-rain

    --

    Chuva

    008-windy

    --

    Vento

    Continue depois da publicidade

    Continue depois da publicidade

    Colunas e Artigos

    Continue depois da publicidade

    Continue depois da publicidade

    Leilões em destaque

    Continue depois da publicidade

    Newsletter

    Newsletter

    Jornal de Leilões

    Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

    Continue depois da publicidade

    Vaca - 30 dias

    Boi Gordo - 30 dias

    Fonte: Scot Consultoria

    Vaca - 30 dias

    Boi Gordo - 30 dias

    Fonte: Scot Consultoria

    Continue depois da publicidade

    Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

    Encontre o que você procura:

    Pular para o conteúdo