Pecuarista goiano deve declarar o rebanho até o dia 30 de dezembro, informa a Agrodefesa

O não cumprimento da declaração de rebanho pode acarretar em autuação da propriedade e o bloqueio de circulação de animais

Continue depois da publicidade

Começou no dia 1 de novembro o prazo para o pecuarista goiano efetuar a declaração da quantidade de rebanho existente nos 246 municípios do estado de Goiás.

O saldo de animais nas propriedades rurais deve ser informado por meio do Sistema de Defesa Agropecuária de Goiás (Sidago) da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa).


O acesso só é permitido com a utilização de login e senha exclusivos do titular da propriedade rural. A declaração precisa ser feita até o dia 30 de dezembro deste ano.

O diretor de Defesa Agropecuária da Agrodefesa, Augusto Amaral, explica que no momento de declarar o rebanho, o produtor tem que atualizar o cadastro no Sidago e informar dados como nascimento e morte de animais, evolução de faixa etária, entre outros.

“É importante que quando o pecuarista for retirar documentos para fazer a movimentação de animais, que os dados informados sejam compatíveis com a quantidade de rebanho que ele possui na propriedade”, esclarece.

VEJA TAMBÉM | Encerrado o prazo para a Declaração Anual de Rebanho no Rio Grande do Sul

Ele enfatiza ainda que o não cumprimento da declaração de rebanho pode acarretar em autuação da propriedade e o bloqueio de circulação de animais.

“Se não efetuar a declaração, fica impedido de vender ou adquirir animais de terceiros. Depois esse produtor terá que resolver a situação junto à Agrodefesa”, informa.

Vacinação – Além do início do prazo de envio da declaração de rebanho, a vacinação contra a raiva de herbívoros também começou em 119 municípios considerados de alto risco para a doença no estado.

Nestes locais, o pecuarista tem até o dia 15 de dezembro para imunizar animais de até 12 meses das espécies bovina, bubalina, equídea (equina, muar, asinina), caprina e ovina. É preciso ainda efetuar a declaração de imunização antirrábica até 30 de dezembro, também pelo Sidago.

O presidente da Agrodefesa, José Ricardo Caixeta Ramos, explica que o aumento no prazo para vacinação contra a raiva – que antes era de 30 dias e passou para 45 dias – é uma demanda do setor produtivo rural e foi atendida pela Agrodefesa para proporcionar tempo hábil de imunização de todo o rebanho de herbívoros nos municípios de alto risco para a doença.

“O produtor sabe que a vacina é a melhor medida de prevenção contra a doença e por isso sempre tem buscado cumprir com o calendário estabelecido. A raiva é uma zoonose com alto índice de letalidade e que pode causar grandes prejuízos. E nós, da Agrodefesa, temos trabalhado para orientar e conscientizar sobre a importância da imunização do rebanho, garantindo bons resultados na sanidade dos animais e a proteção da saúde pública”, enfatiza.

Fonte: Ascom Agrodefesa / Governo de GO

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

DBO, há mais de 40 anos acompanhando e contribuindo para uma pecuária cada vez mais moderna e eficiente.

Gostou? Compartilhe:
Mais conteúdo

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Raças

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Revista DBO

Destaques

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Cooperativas ‘abrem alas’ para o boi

Gigantes da agricultura e da produção leiteira começam a ver o gado de corte como importante parceiro de suas atividades-mãe e lançam programas específicos para pecuaristas.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.


Faça já sua assinatura digital da DBO


Leia todo o conteúdo da DBO a partir de R$16,90 por mês.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Você precisa adquirir uma de nossas assinaturas.

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Vídeo

Os destaques no vídeo da Edição:

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Destaques do Dia

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Programas

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: