MT: veterinários do Indea são capacitados para atender casos suspeitos de febre aftosa

Quarenta médicos veterinários participam do treinamento até sexta-feira (10/11)

Continue depois da publicidade

Mato Grosso está há 27 anos sem o registro de casos de febre aftosa, doença infecciosa que causa febre e aftas na boca e pés de bovinos, búfalos, caprinos, ovinos e suínos.

Mesmo com esse status sanitário positivo, a vigilância epidemiológica veterinária em torno dessa enfermidade permanece constante no estado.


Até a próxima sexta-feira (10/11), 40 médicos veterinários que integram o quadro de fiscais agropecuários do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) participam do “Treinamento de Atendimento a Notificação de Suspeita de Doença Vesicular”.

Realizada no auditório do Hotel Paiaguás, em Cuiabá, com parceria do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), a qualificação visa preparar o quadro de médicos veterinário do Estado a estarem aptos a atenderem possíveis ocorrências com suspeitas da presença da febre aftosa.

VEJA TAMBÉM | Produtores em MT devem informar rebanho ao Indea a partir de 1 de novembro

Foto: Ascom Indea-MT

Conforme o coordenador de Defesa Sanitária Animal do Indea, João Marcelo Néspoli, o treinamento conta com conteúdo teórico e prático. Na teoria os servidores conhecerão temas como: os aspectos clínicos das doenças vesiculares; outras enfermidades similares a febre aftosa; como fazer o diagnóstico; colheita e remessa do material colhido no animal para análise em laboratório; dentre outros.

Na aula teórica, os 43 médicos veterinários participantes, sendo três do Mapa, farão um simulado de atendimento à notificação suspeita.

“Mato Grosso deixou esse ano de ter a obrigatoriedade da vacinar o gado bovino e isso dá a nós uma maior responsabilidade de estarmos atentos a qualquer caso suspeito. A nossa preocupação é detectar precocemente a febre aftosa caso ela surja, e erradicá-la o quanto antes. O papel do veterinário do Indea passa por esse processo, e esse treinamento vem para deixar a nossa equipe preparada caso haja a necessidade”, explicou o veterinário e coordenador do Indea.

João Marcelo Néspoli alertou ainda sobre a necessidade do produtor rural estar atento aos sinais clínicos dos animais na propriedade e, em caso de qualquer suspeita, a orientação é procurar uma unidade do Indea, que está presente em 139 dos 141 municípios de Mato Grosso.

SAIBA MAIS | Faesp participa do ‘3º Fórum Paulista de Febre Aftosa’

Em dezembro de 2022, o Indea, o Mapa e o setor produtivo celebraram a última vacinação contra a febre aftosa no Estado, após 30 anos de imunização em etapas anuais.

Para ganhar um novo status sanitário de ser livre de febre aftosa sem vacinação, o Indea teve que cumprir uma série de requisitos estabelecidos pelo Mapa.

Com investimentos do Governo de Mato Grosso dos fundos mantidos pelo setor produtivo, o Indea conseguiu atender às demandas que resultaram no fim da obrigatoriedade da vacinação.

Fonte: Ascom Indea-MT / Governo de MT

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

clima tempo

São Paulo - SP

max

Máx.

--

min

Min.

--

017-rain

--

Chuva

008-windy

--

Vento

Continue depois da publicidade

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Leilões em destaque

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Programas

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: