Mercado do boi segue na mesma: estabilidade, com viés de alta na arroba

Nas praças de SP, macho "comum” segue valendo R$ 237/@, enquanto a vaca e a novilha gordas são negociadas por R$ 215/@ e R$ 228/@, apurou a Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Nesta terça-feira (28/11), o mercado brasileiro do boi gordo registrou mais um dia de estabilidade nos preços da arroba na maioria absoluta das praças brasileiras, informam as consultorias que acompanham diariamente o setor pecuário.

Porém, a S&P Global Commodity Insights apurou um mercado mais aquecido nas praças de São Paulo e do Mato Grosso do Sul, refletindo a maior escassez de ofertas de animais terminados.


Tal movimentação ajudou a manter a tendência de alta nas cotações de arroba, embora ainda sem reajustes significativos.

Nos últimos dias, relata a S&P Global, uma presença mais ativa de algumas indústrias resultou em alongamento nas escalas de abate, fator que trouxe algum fôlego às operações das unidades frigoríficas.

Segundo a consultoria, especificamente na praça de Tocantins, após semanas de calor intenso e estiagem, o retorno das chuvas ao Estado abriu uma janela de oportunidade aos pecuaristas da região, que agora buscam negociar os seus lotes a preços superiores aos patamares vigentes.

Mercado Pecuário | Seria possível criar um preço mínimo para a arroba do boi no Brasil?

Pelos dados levantados pela Scot Consultoria, nas praças de São Paulo, as escalas de abate das indústrias locais estão longas e, em função disso, a terça-feira teve poucos negócios, resultando em cotações estáveis para os animais terminados.

Assim, o “boi comum” paulista segue valendo R$ 237/@, enquanto a vaca e a novilha gordas são negociadas por R$ 215/@ e R$ 228/@ (preços brutos e a prazo), de acordo com a Scot.

Por sua vez, o “boi-China” está cotado em R$ 245/@, valor bruto, prazo (base SP), com ágio de R$ 8/@ sobre o animal gordo “comum”.

No mercado atacadista, os preços dos principais cortes bovinos também permanecem estáveis neste segundo dia da semana.

Em contrapartida, informa a S&P Global, verificou-se avanços nos preços de proteínas concorrentes, sobretudo o frango, resultado da maior demanda pelas carnes mais baratas (um reflexo do baixo poder aquisitivo da população neste período final de mês).

Cotações máximas de machos e fêmeas nesta terça-feira, 28/11 (Fonte: S&P Global)

SP-Noroeste:

boi a R$ 241/@ (prazo)
vaca a R$ 217/@ (prazo)

MS-Dourados:

boi a R$ 229/@ (à vista)
vaca a R$ 209/@ (à vista)

MT-Cáceres:

boi a R$ 217/@ (prazo)
vaca a R$ 192/@ (prazo)

MT-Cuiabá:

boi a R$ 215/@ (à vista)
vaca a R$ 190/@ (à vista)

GO-Sul:

boi a R$ 227/@ (prazo)
vaca a R$ 217/@ (prazo)

PR-Maringá:

boi a R$ 225/@ (à vista)
vaca a R$ 205/@ (à vista)

MG-Triângulo:

boi a R$ 231/@ (prazo)
vaca a R$ 212/@ (prazo)

PA-Redenção:

boi a R$ 212/@ (prazo)
vaca a R$ 192/@ (prazo)

TO-Araguaína:

boi a R$ 222/@ (prazo)
vaca a R$ 207/@ (prazo)

RO-Cacoal:

boi a R$ 212/@ (à vista)
vaca a R$ 195/@ (à vista)

 

Preços dos animais terminados apurados pela Agrifatto em 27/11

São Paulo — O “boi comum” vale R$235,00 a arroba. O “boi China”, R$245,00. Média de R$230,00. Vaca a R$215,00. Novilha a R$225,00. Escalas de abates de nove dias;

Minas Gerais — O “boi comum” vale R$225,00 a arroba. O “boi China”, R$235,00. Média de R$225,00. Vaca a R$210,00. Novilha a R$215,00. Escalas de abate de oito dias;

Mato Grosso do Sul — O “boi comum” vale R$225,00 a arroba. O “boi China”, R$235,00. Média de R$230,00. Vaca a R$210,00. Novilha a R$215,00. Escalas de abate de nove dias;

Mato Grosso — O “boi comum” vale R$205,00 a arroba. O “boi China”, R$215,00. Média de R$210,00. Vaca a R$190,00. Novilha a R$195,00. Escalas de abate de sete dias;

Tocantins — O “boi comum” vale R$220,00 a arroba. O “boi China”, R$230,00. Média de R$225,00. Vaca a R$205,00. Novilha a R$205,00. Escalas de abate de cinco dias;

Pará — O “boi comum” vale R$215,00 a arroba. O “boi China”, R$225,00. Média de R$220,00. Vaca a R$200,00. Novilha a R$205,00. Escalas de abate de nove dias;

Goiás — O “boi comum” vale R$225,00 a arroba. O “boi China/Europa”, R$235,00. Média de R$230,00. Vaca a R$210,00. Novilha a R$220,00. Escalas de abate de sete dias;

Rondônia — O boi vale R$215,00 a arroba. Vaca a R$200,00. Novilha a R$200,00. Escalas de abate de nove dias;

Maranhão — O boi vale R$215,00 por arroba. Vaca a R$200,00. Novilha a R$200,00. Escalas de abate de oito dias;

Paraná — O boi vale R$230,00 por arroba. Vaca a R$210,00. Novilha a R$215,00. Escalas de abate de oito dias.

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

clima tempo

São Paulo - SP

max

Máx.

--

min

Min.

--

017-rain

--

Chuva

008-windy

--

Vento

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Pular para o conteúdo