Você está aqui:
///Inaugurada a Eima 2018, em Bolonha, com críticas ao Brasil

Inaugurada a Eima 2018, em Bolonha, com críticas ao Brasil

Executivo italiano se diz preocupado com declarações sobre o Mercosul feitas por Paulo Guedes

Portal DBO - 07/11/2018

Massimo Goldoni, delegado geral da Eima 2018

Por Richard Jakubaszko, enviado especial*

A 43ª feira internacional de máquinas agrícolas foi inaugurada hoje, com uma coletiva de imprensa com seus diretores, Alessandro Malavolti (presidente) e Mássimo Goldoni (delegado geral). A Eima é uma das 3 maiores feiras de máquinas agrícolas do mundo, realizada bienalmente (anos pares) em Bolonha, na Itália.

Serão 300 mil visitantes de hoje até o dia 11 de novembro, com participação de 150 países, 70 delegações do mundo inteiro, inclusive empresários brasileiros. A Eima 2018 tem este ano cerca de 2 mil expositores.

O Portal DBO está presente na cobertura jornalística da Eima 2018, a convite do governo italiano através da ITA – Italian Trade Agency.

Com muita tecnologia em exposição, a Eima, mais uma vez, mostra as tendências de tecnologias que em brevíssimo tempo teremos à disposição no Brasil, por isso a presença de fabricantes brasileiros, inclusive o presidente da Abimaq, João Carlos Marchesan. São mais de 30 imensos galpões climatizados, que abrigam os expositores, separados por áreas de especialização, como máquinas de preparo de solo, equipamentos de pulverização, irrigação, máquinas de colheita, equipamentos e softwares para agricultura de precisão etc.

A grande preocupação dos organizadores é com a questão da segurança alimentar mundial, e, mais do que isso, com a preservação do meio ambiente e com os recursos naturais a serem usados pelas futuras gerações.

Mássimo Goldoni, delegado geral da Feder/Unacoma na Eima 2018, concedeu entrevista exclusiva ao Portal DBO. Em relação ao Brasil, declarou que não apenas os italianos, mas toda a Europa acompanha com muita preocupação a situação política no país, diante da declaração do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, que, em nome do presidente eleito Jair Bolsonaro, declarou na semana passada que o Mercosul não será prioridade do futuro governo. “É um passo atrás do futuro governo brasileiro”, diz Goldoni.

Ele comenta ainda que “fazem mais de 20 anos que o Mercosul e a Comunidade Europeia negociam um acordo comercial, e justo quando entramos na reta final, com os ajustes de sintonia fina necessários, o Brasil pode cair fora do Mercosul. É algo muito sério”. Acrescentou ainda que “na Itália,o Brasil poderá participar de acordos bilaterais, que serão mais difíceis, e com isto o país perde, deixa de evoluir tecnologicamente, o que pode gerar mais desemprego aos brasileiros”.

O presidente da Abimaq, João Carlos Marchesan, comentou o comentário de Mássimo Goldoni dizendo que não é do interesse da Abimaq e seus associados esse tipo de situação.

*O Portal DBO viajou a convite do governo italiano através da ITA – Italian Trade Agency

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.
X