Cotação da arroba do boi gordo sobe em São Paulo e outras praças pecuárias brasileiras

Nesta quinta-feira, 30 de novembro, 10 das 17 principais regiões registraram aumentos nos preços da arroba – além de SP, AC, AL, GO, MG, MS, MT, PR, SC e TO, informa Agrifatto

Continue depois da publicidade

Nesta quinta-feira (30/11), uma onda altista pressionou os preços da arroba do boi gordo no mercado de São Paulo, uma das principais referências para as demais regiões pecuárias, informaram as consultorias que acompanham diariamente a cadeia da carne bovina.

Segundo dados da Agrifatto, considerando o valor médio das cotações do boi gordo paulista, a arroba subiu para R$ 242,50, ante a média de R$ 240 registrada no dia anterior.


De acordo com a Agrifatto, 10 das 17 praças registraram aumentos nos preços da arroba – além de SP, AC, AL, GO, MG, MS, MT, PR, SC e TO. Sete regiões sustentaram cotações laterais: BA, ES, MA, PA, RJ, RO e RS.

No mercado futuro, na B3, o movimento de alta se manteve no pregão da quarta-feira (29/11).

“Todos os futuros de 2023 tiveram ajustes positivos. O contrato com vencimento para novembro de 2023 fechou em R$ 240,70/@, com valorização de 1,11% no comparativo diário”, relata a Agrifatto.

Em linha com os dados apurados pela Agrifatto, a Scot Consultoria apurou alta nos preços dos animais terminados nas praças de São Paulo.

“A demanda por carne bovina está forte no mercado interno e externo e, com a diminuição da oferta, a cotação subiu”, justifica a Scot.

Para o “boi comum” (direcionado ao mercado doméstico), a cotação subiu R$ 3/@ nas praças paulista, para R$ 240/@, no prazo, valor bruto, de acordo com a Scot.

A vaca gorda também teve acréscimo diário, de R$ 5/@, atingindo R$ 220/@, enquanto a novilha subiu R$ 2/@, chegando a R$ 230/@ (preços brutos e a prazo).

O “boi-China” (abatido mais jovem, com até 30 meses de idade) está valendo R$ 245/@ no Estado de São Paulo (bruto e a prazo), com ágio de R$ 5/@ sobre o animal “comum”.

Na avaliação da S&P Global Commodity Insights, as oscilações positivas nos preços do boi gordo brasileiro devem perder força em dezembro, tendo em vista que a oferta regulada se encontra em equilíbrio com a demanda vigente.

“Na região Sudeste, observa-se que as indústrias de grande porte conseguiram alongar as suas escalas, diluindo os abates diários”, afirma a S&P Global.

Por outro lado, os frigoríficos de menor escala permanecem “originando” (comprando) boiadas gordas para operações próximas, com abates programados não avançando mais de cinco dias, informa a S&P Global.

No mercado atacadista, os preços da carne bovina terminam novembro sem grandes movimentações.

“Expectativas para o primeiro final de semana de dezembro é de incremento na demanda (pelos cortes bovinos)”, prevê a S&P Global Commodity Insights.

Cotações máximas de machos e fêmeas nesta quinta-feira, 30/11 (Fonte: S&P Global)

SP-Noroeste:

boi a R$ 241/@ (prazo)
vaca a R$ 217/@ (prazo)

MS-Dourados:

boi a R$ 229/@ (à vista)
vaca a R$ 209/@ (à vista)

MT-Cáceres:

boi a R$ 217/@ (prazo)
vaca a R$ 192/@ (prazo)

MT-Cuiabá:

boi a R$ 215/@ (à vista)
vaca a R$ 190/@ (à vista)

GO-Sul:

boi a R$ 231/@ (prazo)
vaca a R$ 217/@ (prazo)

PR-Maringá:

boi a R$ 231/@ (à vista)
vaca a R$ 205/@ (à vista)

MG-Triângulo:

boi a R$ 231/@ (prazo)
vaca a R$ 212/@ (prazo)

PA-Redenção:

boi a R$ 212/@ (prazo)
vaca a R$ 192/@ (prazo)

TO-Araguaína:

boi a R$ 227/@ (prazo)
vaca a R$ 207/@ (prazo)

RO-Cacoal:

boi a R$ 212/@ (à vista)
vaca a R$ 195/@ (à vista)

Preços dos animais terminados apurados pela Agrifatto em 30/11

São Paulo — O “boi comum” vale R$240,00 a arroba. O “boi China”, R$245,00. Média de R$242,50. Vaca a R$220,00. Novilha a R$230,00. Escalas de abates de nove dias;

Minas Gerais — O “boi comum” vale R$235,00 a arroba. O “boi China”, R$245,00. Média de R$240,00. Vaca a R$210,00. Novilha a R$215,00. Escalas de abate de oito dias;

Mato Grosso do Sul — O “boi comum” vale R$230,00 a arroba. O “boi China”, R$240,00. Média de R$235,00. Vaca a R$210,00. Novilha a R$215,00. Escalas de abate de sete dias;

Mato Grosso — O “boi comum” vale R$210,00 a arroba. O “boi China”, R$220,00. Média de R$215,00. Vaca a R$195,00. Novilha a R$200,00. Escalas de abate de sete dias;

Tocantins — O “boi comum” vale R$225,00 a arroba. O “boi China”, R$235,00. Média de R$230,00. Vaca a R$210,00. Novilha a R$210,00. Escalas de abate de sete dias;

Pará — O “boi comum” vale R$215,00 a arroba. O “boi China”, R$225,00. Média de R$220,00. Vaca a R$200,00. Novilha a R$205,00. Escalas de abate de doze dias;

Goiás — O “boi comum” vale R$235,00 a arroba. O “boi China/Europa”, R$245,00. Média de R$240,00. Vaca a R$215,00. Novilha a R$220,00. Escalas de abate de cinco dias.

Rondônia — O boi vale R$215,00 a arroba. Vaca a R$200,00. Novilha a R$200,00.
Escalas de abate de nove dias;

Maranhão — O boi vale R$215,00 por arroba. Vaca a R$200,00. Novilha a R$200,00.
Escalas de abate de sete dias;

Paraná — O boi vale R$235,00 por arroba. Vaca a R$210,00. Novilha a R$215,00.
Escalas de abate de sete dias.

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

DBO, há mais de 40 anos acompanhando e contribuindo para uma pecuária cada vez mais moderna e eficiente.

Gostou? Compartilhe:
Mais conteúdo

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Raças

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Revista DBO

Destaques

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Cooperativas ‘abrem alas’ para o boi

Gigantes da agricultura e da produção leiteira começam a ver o gado de corte como importante parceiro de suas atividades-mãe e lançam programas específicos para pecuaristas.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.


Faça já sua assinatura digital da DBO


Leia todo o conteúdo da DBO a partir de R$16,90 por mês.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Você precisa adquirir uma de nossas assinaturas.

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Vídeo

Os destaques no vídeo da Edição:

Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.
Os benefícios de cada estabelecimento é liberado apenas para membros com assinatura válida.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Destaques do Dia

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Programas

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: