COP28: Rede ILPF participará do painel sobre segurança alimentar e agricultura de baixo carbono

A participação da Associação Rede ILPF será durante o painel promovido pela Apex e mediado pela Abag, no Pavilhão Brasil

Continue depois da publicidade

A Rede ILPF estará presente na 28ª Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-28), que este ano será realizada em Dubai, nos Emirados Árabes, entre 30 de novembro e 12 de dezembro.

A conferência reúne todos os países-membros da ONU para debater estratégias para conter o aquecimento global – cujo máximo aceitável, de acordo com o Painel Intergovernamental Sobre Mudanças Climáticas (IPCC), é de 1,5º C até 2050, em relação às temperaturas registradas na era pré-industrial.


A proposta é discutir os desafios impostos pelas mudanças do clima, e neste contexto o setor agropecuário tem papel relevante neste momento de transição.

A participação da Associação Rede ILPF será durante o painel promovido pela Apex e mediado pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), no dia 10 de dezembro, entre às 15h e 16h15, no Pavilhão Brasil.

VEJA TAMBÉM | Embrapa inicia execução de projeto inédito em apoio à agricultura de baixa emissão de carbono

Com o tema “A Nova Agricultura de baixo Carbono: Recuperação de pastagens degradadas e aumento de
produtividade”, a Rede ILPF e associadas irão discutir estratégias colaborativas para a recuperação de áreas degradadas e a promoção de práticas agrícolas sustentáveis.

Serão apresentados exemplos bem-sucedidos de ILPF e programas que envolvem parcerias entre diferentes setores, como empresas, organizações da sociedade civil, governos e comunidades locais, além da importância de instrumentos financeiros para alavancar as boas práticas no Agro.

Participarão do debate Silvia Massruhá, Presidente da Embrapa; Isabel Ferreira, Diretora Executiva da Rede ILPF e Grazielle Parenti, VP of Business Sustainability LATAM Syngenta. A mediação será de Giuliano Alves, representando a ABAG.

Integração-Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) – Na pecuária, o Brasil tem 159 milhões de hectares de pastos, que produzem carne e leite, sem necessidade de ampliação de espaço para aumentar a produção.

A Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), tecnologia agropecuária desenvolvida pela Embrapa é uma das alternativas. A ILPF mitiga a emissão de gases de efeito estufa, impede abertura de novas áreas, promove maior conforto animal, aumenta a produtividade e diversifica a lavoura.

SAIBA MAIS | Sob efeito do El Niño, previsão para dezembro é de alta temperatura nas regiões pecuárias

Atualmente 66% do território nacional está coberto com vegetação nativa. Além disso, as áreas plantadas ou destinadas à pecuária podem ser otimizadas, ganhando produtividade, por meio de técnicas como plantio direto, uso de bioinsumos e fixação biológica de nitrogênio, por exemplo.

O país tem cerca de 17,4 milhões de hectares com sistemas de Integração. A Rede ILPF tem a meta de elevar este número para 35 milhões de hectares até 2030.

Fonte: Ascom Rede ILPF

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

clima tempo

São Paulo - SP

max

Máx.

--

min

Min.

--

017-rain

--

Chuva

008-windy

--

Vento

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Pular para o conteúdo