Boi gordo começa a consolidar nova trajetória de alta na cotação da arroba

Preços no mercado interno sobem com ação mais efetiva dos frigoríficos compradores; oferta de boiadas continua enxuta e exportações retomam fôlego na primeira semana de junho

Continue depois da publicidade

Nesta terça-feira, 8 de junho, o mercado físico do boi gordo apresentou significativas variações positivas nos preços da arroba na maioria das praças pecuárias brasileiras, informa a IHS Markit.

“A capacidade dos frigoríficos de evitar novas elevações de preços parece esgotada tamanha a dificuldade na de compra de boiada gorda”, afirma a consultoria paulista.


Segundo apurou a Scot Consultoria (Bebedouro, SP), depois de registrar alta de R$ 2/@ na última segunda-feira, os preços do boi gordo, da vaca gorda e da novilha (também pronta para abater) subiram mais R$ 1/@ nesta terça-feira, em São Paulo, para R$ 315/@, R$ 292/@ e R$ 305/@ (preços brutos e a prazo), respectivamente.

De acordo com a IHS, com o objetivo de recompor as curtas escalas de abate – hoje ao redor de cinco dias úteis –, as indústrias frigoríficas foram obrigadas a abandonar a estratégia de cautela nas aquisições de boiada gorda.

“Há também relatos de grande procura internacional pela carne bovina brasileira, que gera grande aumento na demanda por animais terminados e, consequentemente, elevação no preço da arroba”, ressalta a IHS.

Os pecuaristas, até o momento, obtiveram sucesso na estratégia de barganhar preços melhores para seus animais terminados em confinamento, acrescenta a consultoria.

No entanto, a janela que permitia a engorda terceirizada, por meio de boiteis, já se encontra fechada, pondera a IHS.

“O uso máximo da capacidade instalada dessas propriedades tornou o custo diário inviável para os pecuaristas, principalmente depois dos avanços nos custos de animais mais erados”, observa a consultoria.

Nesse cenário, continua a IHS, o mercado do boi gordo retoma a sua trajetória de alta nos preços da arroba.

Em relações às vendas externas, as exportações de carne bovina in natura reagiram na primeira semana de junho. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o volume embarcado alcançou 24,2 mil de toneladas, com uma média diária de 8 mil ton./dia, um avanço de 11,95% em relação à média de junho/20 e 34,2% superior à média diária do maio/21.

VEJA TAMBÉM | Carne bovina: Exportações crescem 2,2% em receita entre janeiro e maio de 2021

No mercado atacadista, o preço de cortes de traseiro bovino registrou aumento de R$0,50/kg nesta terça-feira, enquanto os outros cortes permaneceram estáveis, assim como do couro e sebo industrial, informa a IHS.

A demanda pela proteína bovina segue mais ativa na primeira semana do mês, situação sazonal, decorrente do recebimento dos salários.

Cotações desta terça-feira, 8 de junho, segundo dados da IHS Markit:

SP-Noroeste:

boi a R$ 315/@ (prazo)
vaca a R$ 292/@ (prazo)

MS-Dourados:

boi a R$ 305/@ (à vista)
vaca a R$ 288@ (à vista)

MS-C.Grande:

boi a R$ 307/@ (prazo)
vaca a R$ 285/@ (prazo)

MS-Três Lagoas:

boi a R$ 307/@ (prazo)
vaca a R$ 283/@ (prazo)

MT-Cáceres:

boi a R$ 304/@ (prazo)
vaca a R$ 294/@ (prazo)

MT-Tangará:

boi a R$ 305/@ (prazo)
vaca a R$ 296/@ (prazo)

MT-B. Garças:

boi a R$ 300/@ (prazo)
vaca a R$ 289/@ (prazo)

MT-Cuiabá:

boi a R$ 304/@ (à vista)
vaca a R$ 291/@ (à vista)

MT-Colíder:

boi a R$ 300/@ (à vista)
vaca a R$ 289/@ (à vista)

GO-Goiânia:

boi a R$ 301’/@ (prazo)
vaca R$ 282/@ (prazo)

GO-Sul:

boi a R$ 301/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

PR-Maringá:

boi a R$ 305/@ (à vista)
vaca a R$ 286/@ (à vista)

MG-Triângulo:

boi a R$ 308/@ (prazo)
vaca a R$ 285/@ (prazo)

MG-B.H.:

boi a R$ 306/@ (prazo)
vaca a R$ 285/@ (prazo)

BA-F. Santana:

boi a R$ 294/@ (à vista)
vaca a R$ 280/@ (à vista)

RS-Porto Alegre:

boi a R$ 318/@ (à vista)
vaca a R$ 300/@ (à vista)

RS-Fronteira:

boi a R$ 318/@ (à vista)
vaca a R$ 300/@ (à vista)

PA-Marabá:

boi a R$ 290/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

PA-Redenção:

boi a R$ 291@ (prazo)
vaca a R$ 286/@ (prazo)

PA-Paragominas:

boi a R$ 296/@ (prazo)
vaca a R$ 281/@ (prazo)

TO-Araguaína:

boi a R$ 298@ (prazo)
vaca a R$ 2878/@ (prazo)

TO-Gurupi:

boi a R$ 297/@ (à vista)
vaca a R$ 288/@ (à vista)

RO-Cacoal:

boi a R$ 296/@ (à vista)
vaca a R$ 283/@ (à vista)

RJ-Campos:

boi a R$ 2901/@ (prazo)
vaca a R$ 275/@ (prazo)

MA-Açailândia:

boi a R$ 286@ (à vista)
vaca a R$ 268/@ (à vista)

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

clima tempo

São Paulo - SP

max

Máx.

--

min

Min.

--

017-rain

--

Chuva

008-windy

--

Vento

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Colunas e Artigos

Continue depois da publicidade

Continue depois da publicidade

Leilões em destaque

Continue depois da publicidade

Newsletter

Newsletter

Jornal de Leilões

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Continue depois da publicidade

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Vaca - 30 dias

Boi Gordo - 30 dias

Fonte: Scot Consultoria

Continue depois da publicidade

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Pular para o conteúdo