Boi gordo: analistas apostam em continuidade do viés de alta

Na avaliação da Agrifatto, tendência positiva da arroba do boi gordo pode se manter ao menos até a primeira quinzena de agosto

Continue depois da publicidade

O mercado físico do boi gordo segue firme e recuperando terreno nas cotações da arroba, informam as consultorias Agrifatto e Scot, que acompanham diariamente o setor pecuário.

“A forma de ação dos frigoríficos não mudou e continua sendo cautelosa, adquirindo apenas o suficiente para manter as programações controladas em dez dias, na média nacional”, relatam os analistas da Agrifatto.

Essa estratégia da indústria, continua a consultoria, reflete a tentativa de equilibrar oferta e demanda, evitando situações que possam pressionar os preços para cima.

Por outro lado, vários fatores econômicos têm contribuído para a firmeza nas cotações do animal terminado, acrescentam os analistas.

O pagamento dos salários de junho/24 favorece o consumo interno, enquanto o câmbio atual (com o dólar forte sobre o real) continua impulsionando o crescimento das exportações de carne bovina.

“Esse viés de alta pode se manter ao menos até a primeira quinzena de agosto”, acreditam os analistas da Agrifatto.

Nesta sexta-feira (5/7), pelos dados da Agrifatto, o preço médio da arroba do boi gordo (entre o animal “comum” e o “boi-China) continuou em R$ 225 em São Paulo. Nas demais regiões cobertas pela Agrifatto (16 praças), a média também se estabilizou em R$ 213/@.

“Pelo terceiro dia consecutivo, todas as 17 praças acompanhadas mantiveram as suas cotações laterais”, ressalta a Agrifatto.

Segundo dados da Scot Consultoria, após a alta registrada na quinta-feira (4/7), o valor da arroba da vaca ficou estável nesta sexta-feira (mercado paulista), bem como as outras categorias de abate.

Dessa maneira, as cotações estão em R$ 220,00/@ para o boi, R$197,00/@ para a vaca e R$212,00/@ para a novilha. O “boi-China” está sendo negociado em R$225,00/@, um ágio de R$5,00/@, informa a Scot.

Embarques

Durante o mês de junho/24 foram exportadas 192,6 mil toneladas de carne bovina in natura, representando um volume 9,1% inferior ao computado em maio/24.

A China continuou sendo de longe o maior comprador do mês, adquirindo 91,4 mil toneladas, 6,6% a menos que o observado em maio/24. O segundo maior destino das exportações em junho/24 foi o Estados Unidos, com 17,5 mil toneladas.

No mercado futuro, os contratos experimentaram mais um dia em baixa na quinta-feira (4/7). O contrato com vencimento para julho/24 fechou o dia cotado a R$ 232,90/@, uma queda de 0,34% em relação ao dia anterior.

Por sua vez, o papel com vencimento em outubro/24 foi negociado a R$243,65/@, com desvalorização diária de 0,45%.

Preços dos animais terminados apurados pela Agrifatto na sexta-feira (5/7):

São Paulo — O “boi comum” vale R$220,00 a arroba. O “boi China”, R$230,00. Média de R$225,00. Vaca a R$195,00. Novilha a R$212,00. Escalas de abates de doze dias;

Minas Gerais — O “boi comum” vale R$205,00 a arroba. O “boi China”, R$215,00. Média de R$210,00. Vaca a R$185,00. Novilha a R$195,00. Escalas de abate de doze dias;

Mato Grosso do Sul — O “boi comum” vale R$217,00 a arroba. O “boi China”, R$217,00. Média de R$217,00. Vaca a R$200,00. Novilha a R$210,00. Escalas de abate de oito dias;

Mato Grosso — O “boi comum” vale R$206,00 a arroba. O “boi China”, R$210,00. Média de R$208,00. Vaca a R$185,00. Novilha a R$195,00. Escalas de abate de onze dias;

Tocantins — O “boi comum” vale R$200,00 a arroba. O “boi China”, R$208,00. Média de R$204,00. Vaca a R$175,00. Novilha a R$180,00. Escalas de abate de onze dias;

Pará — O “boi comum” vale R$200,00 a arroba. O “boi China”, R$ 208,00. Média de R$204,00. Vaca a R$175,00. Novilha a R$180,00. Escalas de abate de catorze dias;

Goiás — O “boi comum” vale R$205,00 a arroba. O “boi China/Europa”, R$215,00. Média de R$210,00. Vaca a R$190,00. Novilha a R$200,00. Escalas de abate de oito dia;

Rondônia — O boi vale R$185,00 a arroba. Vaca a R$165,00. Novilha a R$170,00. Escalas de abate de catorze dias;

Maranhão — O boi vale R$195,00 por arroba. Vaca a R$175,00. Novilha a R$175,00. Escalas de abate de onze dias;

Paraná — O boi vale R$225,00 por arroba. Vaca a R$205,00. Novilha a R$215,00. Escalas de abate de sete dia.

Mercado Pecuário

Quer mais análises sobre o mercado do boi gordo? Acompanhe o programa Mercado Pecuáriotoda quarta-feira no DBO Play. Apesentado pela jornalista Juliana Camargo, o programa é uma referência para o pecuarista que quer se manter atualizado sobre os principais assuntos que cercam o setor.

Gostou? Compartilhe:
Destaques de hoje no Portal DBO

Cadastre-se de gratuitamente na Newsletter DBO:


    Continue depois da publicidade

    Continue depois da publicidade

    Continue depois da publicidade

    clima tempo

    São Paulo - SP

    max

    Máx.

    --

    min

    Min.

    --

    017-rain

    --

    Chuva

    008-windy

    --

    Vento

    Continue depois da publicidade

    Continue depois da publicidade

    Colunas e Artigos

    Continue depois da publicidade

    Continue depois da publicidade

    Leilões em destaque

    Continue depois da publicidade

    Newsletter

    Newsletter

    Jornal de Leilões

    Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

    Continue depois da publicidade

    Vaca - 30 dias

    Boi Gordo - 30 dias

    Fonte: Scot Consultoria

    Vaca - 30 dias

    Boi Gordo - 30 dias

    Fonte: Scot Consultoria

    Continue depois da publicidade

    Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

    Encontre o que você procura:

    Pular para o conteúdo