Comparativo entre os tipos de silagens de milho: de olho na energia e na fibra!

autores:

Barbara de Sousa Mota Neta

Barbara de Sousa Mota Neta

Zootecnista parte do corpo técnico da 3rlab+Ribersolo.

Marcelo Hentz Ramos

Marcelo Hentz Ramos

Médico veterinário parte do corpo técnico da 3rlab+Ribersolo.

A ensilagem dos grãos facilita a ação dos microrganismos ruminais resultando no aumento da digestibilidade do amido, promovendo maior eficiência alimentar

O milho ocupa posição de destaque entre as atividades agropecuárias devido suas diversas formas de utilização. Dentre as práticas de ensilagem, a silagem da planta inteira de milho é a forma de alimento padrão mais utilizada pelas propriedades brasileiras. No entanto, a capacidade de colher a planta de forma fracionada permite a produção de outros produtos.

Dentre as principais modalidades de ensilagem de milho, podemos citar a silagem de grão úmido e reidratado (grãos e água), o snaplage (silagem de espiga com grãos, sabugo e palha da espiga) e o toplage (silagem de planta inteira com corte da planta próximo ao pedúnculo da espiga).

O grão úmido e reidratado são opções obtidas pela conservação através da fermentação, apresentando maior teor de amido em ralação aos demais fracionamentos da cultura (aproximadamente 70% de amido). Na silagem de grão úmido o milho é colhido com alta umidade (30% a 35%) e o amido apresenta melhor digestibilidade, pois ainda não está consolidada a matriz proteica do endosperma que envolve as frações energéticas do grão. Já na silagem de grão reidratado, deve ser adicionada água ao grão seco para que este atinja entre 25% a 30% de umidade.

A ensilagem dos grãos facilita a ação dos microrganismos ruminais resultando no aumento da digestibilidade do amido, promovendo maior eficiência alimentar e aumento na produtividade dos animais.

No snaplage os grãos de milho são ensilados com espigas e palhas, em que o ponto de corte ideal é 60% a 65% de matéria seca, com 35% a 40% de umidade. Já o toplage é a silagem feita a partir da colheita da inserção à espiga principal, colhendo-se a espiga o colmo e as folhas superiores. Tem como finalidade aumentar a proporção de grãos na massa ensilada. O snaplage e o toplage se caracterizam como um alimento energético e, ao mesmo tempo, fibroso, podendo atuar como volumoso e concentrado na composição da dieta.

Na Tabela 1 compilamos amostras analisadas em todo o Brasil pelo 3rlab em 2023, em que destacamos os teores de matéria seca (MS), amido e fibra em detergente neutro (FDN) do grão úmido, reidratado, snaplage e toplage, onde podemos verificar que o grão úmido e reidratado se destaca pelo alto teor de amido. Já o snaplage e o toplage, além do amido, também se destacam pelos teores de fibra.

Leia também:

A DBO Editores Associados, fundada em 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. Sua atuação no digital abrange as mídias sociais, canal do Youtube e o Portal DBO, plataforma rica em conteúdo especializado em texto, áudio e vídeo para a pecuária, como reportagens, entrevistas, artigos técnicos, cotações, análises de mercado e cobertura dos leilões em todo o País.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: